Estados Unidos perdem share de visitantes internacionais

|


Shutterstock
DENVER – De 2015 a 2017 o Turismo internacional nos Estados Unidos perdeu share mundial: caiu de 13,6% de todas as chegadas de visitantes internacionais no mundo para 11,9%. “Parece pouco mas isso significa que nossa economia deixou de receber US$ 32,2 bilhões em receita, sete milhões de turistas e 100 mil empregos”, disse o presidente da US Travel Association, Roger Dow neste IPW 2018.

De acordo com ele, recentemente o governo comemorou a criação de quatro mil empregos em uma fábrica da Toyota e de 50 mil na segunda sede da Amazon, que pode ser nos EUA ou no Canadá. “Essas perdas no Turismo são 25 maiores que a fábrica da Toyota e duas Amazon”, exemplificou Dow.

Ainda segundo Dow, cerca de 14 setores, incluindo o Turismo, criaram a Visit US Coalition, que visa mostrar ao governo americano a importância de investir nas chegadas de turistas, para que os Estados Unidos sejam “o país mais seguro do mundo, mas também o mais visitado”. O mandatário defendeu inciativas como o uso de tecnologia para aumentar a segurança nas fronteiras e facilitar a entrada, mais acordos de céus abertos, como o assinado com o Brasil, e mais acessibilidade aos destinos americanos.

Segundo uma conta da US Travel, se os Estados Unidos chegarem a 100 milhões de visitantes (um salto de 24 milhões em relação ao último número, de 2016), isso vai significar mais cinco mil passageiros por dia no Aeroporto JFK, em Nova York, e quatro mil a mais em Miami e Los Angeles. Se não houver investimentos para melhorar esse trânsito, o visitante pode escolher outros destinos, como França, China e Alemanha...

Roger Dow também anunciou que os próximos IPW já estão agendados até 2024: Anaheim em 2019, Las Vegas em 2020, Chicago em 2021, Orlando em 2022, San Antonio em 2023, e Los Angeles em 2024.

O Portal PANROTAS viaja a convite do IPW e United Airlines, com proteção GTA e Intermac.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA