DESTINOS

Após alta no ano passado, Noruega prospecta novos viajantes

Jhonatan Soares
Per Holte, do Innovation Norway, e Gisele Abrahão, da GVA
Per Holte, do Innovation Norway, e Gisele Abrahão, da GVA

Pode ser uma tarefa complicada para a Noruega alcançar números tão expressivos quanto o obtido no ano passado — em relação ao número de brasileiros, o país cresceu 98% no comparativo com 2016. Porém, além da chegada futura da Norwegian Air, o Visit Norway tem apostado na prospecção de novas demandas, conforme o apresentado no roadshow do destino realizado hoje na capital paulista.

De acordo com o diretor de Marketing do Innovation Norway, Per Holte, o mercado brasileiro segue em expansão contínua desde 2016, alcançando um número recorde no ano passado, com mais de 9,7 mil visitas. Contudo, dado o ano atípico, é provável que 2018 não feche com os mesmos resultados.

“Tivemos a Copa do Mundo da Fifa recentemente e, nos próximos meses, o País está marcado com as incertezas políticas e econômicas por causa das eleições”, pontua Holte. Apesar disso, o executivo destaca a versatilidade tanto dos destinos noruegueses e, também, das demandas dos brasileiros, como fatores quem mantêm a expectativa positiva para os próximos meses.

Dentre as apostas do Turismo norueguês, alternativas que mostram o destino para além dos fiordes, no verão, e da aurora boreal, no inverno, além das práticas sustentáveis da Noruega, que estudam meios de não provocarem o chamado overtourism em pequenas cidades e pequenos vilarejos.

Além disso, destinos e hotéis também são classificados de acordo com normas internas de sustentabilidade. “Mais e mais viajantes têm buscado engajamento em suas viagens e os brasileiros têm encontrado boas experiências na Noruega”, destaca o executivo.

LOW COST NO BRASIL
Há menos de um mês a Norwegian Air junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) uma autorização para operar voos regulares entre o Brasil e a Europa. A melhoria na conexão e, possivelmente, a chegada de preços mais acessíveis têm animado o Turismo do país.

“É claro que é sempre um desafio alcançar números tão positivos após um ano marcante como 2017, mas a Noruega é um destino completo e que continua na intenção dos brasileiros. Talvez não com o mesmo índice de crescimento, acredito que os próximos continuaram com resultados favoráveis”, argumentou a CEO e fundadora da Global Vision Access (GVA), Gisele Abrahão.

A fim de continuar prospectando as vendas do destino no País, a empresa tem organizado uma série de roadshows — tendo passado ontem (20) por Curitiba, hoje por São Paulo e, nos próximos dias, por Belo Horizonte e Fortaleza.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA