Maceió lança plataforma para promover Turismo remoto

|


Divulgação
Os visitantes têm à disposição um conjunto de experiências sensoriais e imersivas do destino
Os visitantes têm à disposição um conjunto de experiências sensoriais e imersivas do destino
No último sábado (28), a Prefeitura de Maceió, por meio da Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer (Semtel), lançou a campanha Maceió Até Você para promover experiências turísticas virtuais e um vasto conteúdo cultural aos potenciais e futuros turistas que estão em casa. A estratégia promocional visa aproximar o destino dos viajantes que precisam adiar a estada ou planejam visitar a capital quando a situação se normalizar.

Por meio da plataforma digital, os visitantes podem fazer passeios virtuais pelos principais pontos da cidade, montar roteiros, ouvir músicas de artistas locais, assistir filmes alagoanos, ter acesso a publicações e obras literárias e ainda acompanhar o monitoramento da atividade turística no destino a partir do atual cenário. Além disso, os visitantes têm à disposição um conjunto de experiências sensoriais e imersivas que estabelecem a conexão com o destino antes mesmo da estada.

"Com o auxílio desta ferramenta, podemos encurtar a distância com simulações virtuais e apresentar um cardápio de experiências que podem ser encontradas no destino. O viajante que estava com tudo certo para viajar para Maceió, ou então pensava na possibilidade, vai poder caminhar por nossas praias, mirantes, prédios históricos, piscinas naturais e outros atrativos e conhecer um bom acervo cultural sem sair de casa. A situação é temporária e quando tudo isso passar, teremos esses visitantes aqui aproveitando tudo isso ao vivo”, afirma o titular da Semtel, Jair Galvão.

Além de estratégias promocionais, a Prefeitura de Maceió foi a primeira do Brasil a decretar medidas para beneficiar pessoas físicas e jurídicas. Os pequenos negócios foram os principais beneficiados. Ao todo, foram 14 ações que abrangem desde prorrogação nas datas de vencimentos de tributos a prazos de negociação.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA