St. Maarten reabre as fronteiras para turistas latino-americanos

|


Divulgação
Reaberturas das fronteiras foi anunciada esta semana
Reaberturas das fronteiras foi anunciada esta semana
A ilha caribenha de St. Maarten (nome do lado holandês, que divide o espaço com St. Martin) teve as fronteiras abertas novamente para passageiros de todas as nacionalidades. O anúncio foi feito esta semana pelas autoridades governamentais, de saúde e promocionais do destino.

Antes da entrada, os passageiros que chegam por via aérea - inclusive em trânsito - ou marítima devem preencher, obrigatoriamente, um requerimento por meio do Sistema de Autorização Sanitária Eletrônica (stmaartenentry.com). Esse formulário pode levar até 12 horas para ser processado.

Além disso, os viajantes de países classificados como de alto ou moderado risco para covid-19 devem ter um teste PCR negativo realizado dentro de 120 horas (5 dias) antes de embarcar ou um teste de antígeno realizado 48 horas antes da partida para Saint-Martin. Crianças menores de 10 anos e viajantes de países de baixo risco estão isentos de qualquer um dos testes acima mencionados.

Ao chegar ao destino, os passageiros de países de alto risco precisam de automonitoramento da temperatura corporal e de possíveis sintomas de gripe por 14 dias. Para aqueles de risco moderado, o prazo é de oito dias. Se a estada for mais curta, o viajante deve fornecer a informação durante o tempo em que está na ilha. Esses viajantes receberão um link diário por e-mail que lhes permitirá relatar esses dados. Em St. Maarten, eles recomendam a todos os visitantes que levem sempre consigo um termômetro.

Se houver febre ou outros sintomas durante o período de automonitoramento, o visitante deve notificar as autoridades de saúde pública, que farão um teste de PCR. Caso o resultado seja positivo, o viajante deverá ficar isolado por 14 dias e as despesas geradas serão por sua conta.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA