Irlanda dispensa exigência de visto para brasileiros

|

Pixabay
Dublin, Irlanda
Dublin, Irlanda
Ontem (15), a Ministra da Justiça da Irlanda, Heather Humphreys, anunciou o fim da exigência de vistos de entrada temporária e trânsito que entraram em vigor em 28 de janeiro de 2021. De acordo com a ministra, a mudança está de acordo com o Plano de Resiliência e Recuperação do governo irlandês desenhado para que o país possa "conviver com a covid-19".

"À medida em que a situação da pandemia continua a melhorar, tenho o prazer de assinar a Ordem que reverte, com efeitos a partir de quarta-feira, 16 de junho, as restrições de visto de entrada temporária e trânsito que foram introduzidas como uma medida provisória necessária para ajudar a reduzir a propagação de covid-19 e proteger a saúde pública", afirmou Humphreys.

Além de brasileiros, viajantes da África do Sul, Argentina, Bolívia, Chile, Guiana, Paraguai e Uruguai não precisam mais do visto para entrar no país, mas de qualquer forma só podem visitar a Irlanda em caso de viagem essencial. A exigência continuará em vigor para cidadãos da Colômbia, Equador, Peru e Suriname.

A ministra afirmou que o país continua a apoiar totalmente a política geral contra viagens não essenciais e todos os viajantes que chegam à Irlanda devem continuar a cumprir integralmente as medidas de saúde pública exigidas por lei. Isso inclui o preenchimento de um formulário de localização de passageiros com covid-19, teste PCR antes da chegada e quarentena em uma instalação designada ou em casa.

Para mais informações, confira o comunicado completo do governo irlandês.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA