Destinos de bem-estar focam em programas de cura emocional

|

Em janeiro, a Trendium especulou que quando as viagens retornassem, os resorts de bem-estar (wellness) precisariam lidar com emoções e dores humanas mais duras e cruas, devido à crise de bem-estar mental causada pela pandemia do novo coronavírus.

Divulgação/Euphoria Retreat
Destinos de bem-estar focam em programas de cura emocional
Destinos de bem-estar focam em programas de cura emocional
Segundo o boletim quinzenal do Global Wellness Summit, a mensagem de "redução do estresse" e as terapias agora pareceriam leves e mais destinos "cairiam na real" e arriscariam mais em sua programação de bem-estar mental, que muitas vezes pode parecer abstrata e sobre alcançar algum tipo de sentimento de super-herói. As pessoas estão sofrendo, foram isoladas, procuram uma cura mental séria e um significado mais profundo na vida. E o futuro é de soluções de bem-estar emocional mais intensivas e abrangentes.

Agora, hotéis, resorts de wellness e até mesmo novos empreendimentos imobiliários estão implementando uma programação para lidar com tudo, desde a dor ao trauma, e estão trazendo novos profissionais, de terapeutas e psiquiatras a hipnoterapeutas e curandeiros espirituais.

Isso tudo parte de uma conversa global maior em andamento: todo mundo sofre de problemas mentais e dor emocional, até mesmo as pessoas mais "saudáveis" e em forma – como aconteceu com as atletas Naomi Osaka e Simone Biles na Olimpíada de Tóquio. Esse novo foco positivo no bem-estar emocional é parte de um questionamento mais amplo da sociedade patriarcal, onde a emoção é ridicularizada como fraqueza feminina.

Existem diversos exemplos da nova cura emocional no bem-estar. A terapia do grito foi apelidada de “a nova ioga”, à medida que mais pessoas anseiam pela liberação emocional mais catártica. Em Kamalaya, na Tailândia, o novo programa "Embracing Change" trata da cura do intenso estresse emocional gerado pela pandemia, usando desde acupuntura a sessões individuais com um mentor que trabalha para decifrar padrões emocionais.

O novo programa de bem-estar do Raffles Hotels and Resorts, da Accor, por exemplo, é chamado de Emotional Wellbeing by Raffles, algo como Bem-estar Emocional por Raffles. O retiro Euphoria Retreat, na Grécia, lançou um novo programa para recuperação de traumas, que gira em torno de muito trabalho de expressão emocional.

O Six Senses tem se concentrado na hospitalidade emocional e está programando em torno de conceitos importantes – mas muitas vezes desconsiderados –, como o poder do amor. Mais destinos estão combinando o clínico e o espiritual, como Cavallo Point, perto de São Francisco, que oferece desde hipnoterapia a viagens xamânicas para aliviar a dor.

Há uma oportunidade incrível para destinos de wellness inventarem um novo arsenal de bem-estar mental integrativo, ser uma força positiva na quebra de tabus em torno de lutas mentais e dar às pessoas o que elas mais precisam agora: conseguir resgate emocional.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA