Suíça exigirá certificado contra covid-19 em ambientes fechados

|


Divulgação
Suíça: os comprovantes de cidadãos da União Europeia são aceitos e podem ser convertidos em certificados suíços. Mas qualquer certificado que não seja da UE (inclusive prova de vacinação) não será elegível
Suíça: os comprovantes de cidadãos da União Europeia são aceitos e podem ser convertidos em certificados suíços. Mas qualquer certificado que não seja da UE (inclusive prova de vacinação) não será elegível

Novas regras entrarão em vigor para turistas estrangeiros na Suíça a partir de segunda-feira, 13 de setembro, por exigência do Conselho Federal do país europeu. Atrativos em ambiente fechado, como museus e restaurantes, terão de exigir um certificado de vacina ou teste negativo contra a covid-19 aprovado pelo governo suíço para a entrada de clientes. Hotéis, lojas e transporte público são exceção e não exigirão o certificado. Para entrar no país as regras são as mesmas: o comprovante de vacinação em português, incluindo o da Coronavac, é válido.

Os comprovantes de cidadãos da União Europeia são aceitos e podem ser convertidos em certificados suíços. Mas qualquer certificado que não seja da UE (inclusive prova de vacinação) não será elegível. A alternativa para brasileiros será fazer um teste PCR na chegada. Ou seja, todos os passageiros de fora da UE terão que fazer um teste disponível para obter um certificado suíço válido. As opções para testes estão amplamente disponíveis em todos os destinos suíços. O de antígeno tem validade de 48 horas e custa aproximadamente 60 francos suíços. O PCR é aceito por 72 horas e custa cerca de 150 francos suíços. (Um dia depois à publicação desta nota, a Suíça anunciou que fará testes de antígeno grátis a turistas. Clique aqui e confira)

ENTRADA NA SUÍÇA SEGUE IDÊNTICA
Os procedimentos para entrada na Suíça não mudaram. Brasileiros 100% vacinados podem entrar no país, incluindo Coronavac. O brasileiro pode tomar a segunda dose de todas as vacinas aplicadas aqui e embarcar no mesmo dia com o certificado local do SUS, em português. Exceção à dose única da Janssen, após a qual é necessária uma espera de 22 dias para entrar na Suíça.

SWITZERLAND TOURISM BRASIL NEGOCIA FLEXIBILIZAÇÃO
O Escritório de Turismo da Suíça no Brasil diz que está negociando flexibilização das regras aos brasileiros com o governo do país, mas até que uma solução não seja encontrada, há obrigatoriedade nas regras.

"Levantamos nossa preocupação junto ao Conselho Federal e estamos trabalhando em uma solução aceitável, que acreditamos poder ser encontrada nas próximas 2 a 3 semanas, mas por enquanto, não há como evitar testes repetidos a partir de segunda-feira, 13 de setembro, pelo menos até domingo, 19 de setembro", aponta o Switzerland Tourism Brasil.

"O Conselho Federal vai decidir como proceder com os certificados/comprovantes de vacinação de fora da UE. Ainda não se sabe ao certo como será, nem que tipo de vacinas serão aceitas. Muitas discussões estão ocorrendo agora em muitos níveis diferentes, mas o resultado ainda é incerto", acrescenta o escritório.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA