Rio CVB aprova cancelamento do carnaval de rua mas alerta para perdas

|

No dia seguinte ao anúncio da decisão da prefeitura carioca de cancelar os eventos de rua do carnaval 2022 na cidade, o Rio Convention & Visitors Bureau (Rio CVB) se manifestou aprovando o parecer da gestão municipal. Tanto a medida da prefeitura como a chancela do CVB estão baseados no aumento no número de casos de covid-19. A manifestação do CVB, contudo, vem acompanhada de um alerta para as perdas financeiras que o setor de Viagens e Turismo terá com o novo quadro.

Fernando Frazão/Agência Brasil
A prefeitura do Rio cancelou o carnaval de rua na cidade este ano
A prefeitura do Rio cancelou o carnaval de rua na cidade este ano
"Reconhecemos, entretanto, que as mudanças na festa geram um impacto grande para o setor de Turismo e para toda a economia carioca. O último carnaval antes da pandemia, em 2020, trouxe mais de dois milhões de turistas para o Rio de Janeiro e resultou em uma movimentação econômica de R$ 4 bilhões", informa a organização.

O Rio Convention Bureau informa ainda que, em função desse quadro, espera que as condições sanitárias permitam a realização segura do Desfile das Escolas de Samba na Sapucaí, decisão que, neste momento, está mantida pela Prefeitura do Rio. "Caso haja piora nos números, defendemos que o carnaval no Sambódromo seja transferido para julho, a fim de não prejudicar o calendário turístico da cidade", sugere a manifestação do CVB.

O bureau conclui o comunicado lembrando que o carnaval, assim como o réveillon, gera receita crucial para o Turismo.

OCUPAÇÃO HOTELEIRA DEVE CAIR
Também comentando sobre o assunto, a FBHA informou que o cancelamento dos blocos deve gerar impacto considerável na ocupação hoteleira que era esperada para o período. À CNN Brasil, a federação informou que estima que a ocupação, antes projetada para 85%, chegue no máximo a 75%.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA