DISTRIBUIÇÃO

Atendimento e pulverização, os trunfos da broker RTS no Brasil


Marluce Balbino
Karina Rucco e Beatriz Yumi, da Real Time Solutions
Karina Rucco e Beatriz Yumi, da Real Time Solutions
Mais de seis meses atrás, durante a Abav Expo, a broker hoteleira asiática RTS comemorava "chegada triunfal" no mercado brasileiro, mas agora o momento é outro. Há pouco mais de um ano com executiva exclusiva no Brasil, a Real Time Solutions está em fase de se fazer conhecida ao trade, e a WTM Latin America é uma oportunidade pontual para tal pretensão.

"Agora somos uma broker consolidada, mais forte e mais sólida após o início da trajetória no ano passado. Estamos na América Latina desde 2014, mas o escritório no Brasil é do ano passado, e só nesse primeiro trimestre a RTS cresceu 60% aqui em comparação com janeiro a março de 2017", afirma a diretora de Vendas para América Latina, Karina Rucco. "Em 2017 já havíamos registrado alta de 45% ante o ano anterior", completa.

Em meio a uma concorrência cada vez mais ferrenha na distribuição hoteleira no País, em que todos querem abocanhar o máximo possível no segmento, a RTS deseja mostrar que não é apenas mais um. O principal pilar de sustentação da broker é o atendimento, mas tecnologia e portfólio internacional são diferenciais citados imediatamente pela diretora de Vendas para o Brasil, Beatriz Yumi.

"Estamos sempre próximos dos nossos clientes, o que foi reforçado com minha chegada no mercado brasileiro, e isso é muito valorizado pelo trade local. Nosso atendimento é personalizado não só com os executivos, mas com a central B2B, que está disponível 24 horas por dia, sete dias por semana, em vários idiomas, incluindo português", aponta a executiva.

Em relação ao portfólio, Karina Rucco destaca os hotéis do Caribe, da América do Sul, e dos Estados Unidos, com maior apelo na costa oeste. Porém, o forte da RTS mesmo é Europa e Ásia. São mais de 200 mil unidades por todo o mundo. "Na Europa vendemos muito as cidades alternativas aos grandes centros turísticos, pois nosso portfólio é bem pulverizado no continente", afirma a diretora para o trade latino. "Isso é ideal para as operadoras tailor made, que fazem circuitos personalizados. Nossa oferta para esse tipo de venda é impecável."

Por falar em operadoras, esse é o único canal com que a broker trabalha no Brasil. Agências de viagens não entram no escopo da empresa, totalmente dedicada aos operadores.

Beatriz Yumi, a executiva no País, pode ser encontrada no beatrizyumi@rts.net ou (11) 98063-5121. Karina Rucco, que compreende cobre toda a América Latina, fica baseada em Buenos Aires, e é encontrada no k.rucco@rts.net.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

As mais lidas agora