Ranking atualizado: empresas que mais vendem passagens internacionais

|

Unsplash/Kevin Woblick
O Portal PANROTAS teve acesso ao relatório Smash de vendas de bilhetes aéreos internacionais no Brasil de janeiro a junho deste ano. No primeiro semestre do ano, a CVC Corp, como previsto, liderou com folga em vendas, totalizando US$ 226,2 milhões (mais de R$ 1,2 bilhão em passagens aéreas para o Exterior).

A surpresa é que o mercado está se equilibrando, com mais três players na cola da CVC Corp: BeFly, com US$ 150,5 milhões (mais de R$ 800 milhões); Decolar, com US$ 120,5 milhões; e Grupo Confiança com US$ 118,4 milhões.

As primeiras posições em vendas são dominadas por consolidadoras (com uma OTA, a Decolar) e a primeira operadora a aparecer na lista é a CVC Operadora, em sétimo lugar. A primeira TMC é a Flytour Business Travel, na 11ª posição.

Confira abaixo o ranking de venda de bilhetes aéreos internacionais de janeiro a junho de 2022, segundo dados do relatório Smash, obtido pelo Portal PANROTAS. São vendas diretas com companhias aéreas. Muitas das empresas do setor, vale lembrar, emitem seu aéreo em consolidadoras, por isso elas lideram o ranking e também por conta desse fator as vendas finais de algumas empresas podem ser maiores. Os valores abaixo, repetindo, são de vendas de bilhetes internacionais, diretamente com as companhias aéreas que operam no Brasil (estima-se que represente 70% da venda internacional real). As empresas que quiserem anunciar as vendas de aéreo doméstico, podem enviar os dados para nossa Redação (redacao@panrotas.com.br).

De janeiro a junho a indústria, pelo Smash, vendeu 1,8 milhão de bilhetes, 28,64% menos que no mesmo período em 2019. As vendas chegaram a US$ 1,2 bilhão (mais de R$ 6,5 bilhões), 25% menos que em 2019.

A tarifa média geral foi de US$ 683, contra US$ 652 em 2019. Em maio e junho, as tarifas subiram 20% e 15%, respectivamente. Foram também os únicos meses do ano com crescimento, modesto, de vendas, em relação a 2019 (2,5% em maio e 0,13% em junho).

GRUPOS

1 – CVC Corp: US$ 226,2 milhões
(inclui vendas RexturAdvance, CVC Operadora e Esferatur)
2 – BeFly: US$ 150,5 milhões
(inclui vendas Flytour Consolidadora, Flytour Business Travel e Belvitur)
3 – Decolar: US$ 120,5 milhões
(inclui vendas da Decolar e Viajanet)
4 – Grupo Confiança: US$ 118,4 milhões
5 – Grupo Ancoradouro: US$ 58 milhões

Divulgação/Latam e Inframerica


TOP 25 EMPRESAS

1 – RexturAdvance: US$ 148,2 milhões (consolidadora)
2 – Confiança: US$ 118,4 milhões (consolidadora)
3 – Flytour Consolidadora: US$ 117,2 milhões (consolidadora)
4 – Decolar: US$ 114,5 milhões (OTA)
5 - Hurb: US$ 64 milhões
6 – Ancoradouro: US$ 58 milhões (consolidadora)
7 – Sakura: US$ 56 milhões (consolidadora)
8 – CVC Brasil Operadora: US$ 41,5 milhões (operadora)
9 – Esferatur: US$ 36,5 milhões (consolidadora)
10 – Skyteam: US$ 36 milhões (consolidadora)
11 – Grupo BRT/CWB: US$ 34 milhões (consolidadora e operadora)
12 – Flytour Business Travel: US$ 31,6 milhões (TMC)
13 – CWT: US$ 27,9 milhões (TMC)
14 – CNT: US$ 22,4 milhões (consolidadora)
15 – BCD Travel: US$ 17,3 milhões (TMC)
16 – Copastur: US$ 15,2 milhões (TMC)
17 – Tyller: US$ 12,1 milhões (consolidadora)
18 – Voetur: US$ 11,8 milhões (TMC)
19 – Frontur: US$ 10,9 milhões (TMC e operadora)
20 – Tour House: US$ 10,7 milhões (TMC)
21 – Maringá: US$ 9,2 milhões (TMC)
22 – Avipam: US$ 8 milhões (TMC)
23 – Transpac: US$ 7,8 milhões (consolidadora)
24 – Kontik: US$ 7,7 milhões (TMC)
25 – Vip Viagens: US$ 6 milhões (consolidadora)

TSA/Twitter
25 – Abreu: US$ 6 milhões (operadora)


TOP 50

26 - Abreu: US$ 6 milhões (operadora)
27 – Orinter: US$ 5 milhões
28 – SV Viagens: US$ 4,8 milhões
29 – Teresa Perez Tours: US$ 4,3 milhões
30 – Promotional Travel: US$ 3,7 milhões
31 – Agaxtur: US$ 3,5 milhões
32 – PrimeTour: US$ 3,4 milhões
33Pátria Consolidadora: US$ 3,4 milhões
34 – RioTravel: US$ 3 milhões
35 – Costa Brava: US$ 3 milhões
36 – AGM Turismo: US$ 2,8 milhões
37 – Plantel: US$ 2,6 milhões
38 – LTN Brasil: US$ 2,2 milhões
39 – Quickly Travel: US$ 2,2 milhões

40 – Wings Travel: US$ 1,7 milhão
41 – ABC Turismo: US$ 1,7 milhão
42 – Aerotur: US$ 1,7 milhão
43 – Hostway: US$ 1,7 milhão
44 – Belvitur: US$ 1,7 milhão
45 – Travel Place: US$ 1,5 milhão
46 – FRT Operadora: US$ 1,5 milhão
47 – GS Travel: US$ 1,5 milhão
48 – CI: US$ 1,4 milhão
49 – Koglin: US$ 1,3 milhão
50 – Incentivare: US$ 1,3 milhão
51 – Princess Travel: US$ 1,1 milhão

Atualizado para inclusão da Hurb
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA