ECONOMIA E POLÍTICA

Crise econômica faz Argentina perder viajantes; Brasil cai 19%

Reprodução / Pixabay
Peso argentino desvaloriza e faz viagens internacionais caírem 25% em maio
Peso argentino desvaloriza e faz viagens internacionais caírem 25% em maio
A turbulência econômica enfrentada na Argentina no último mês vem com uma péssima consequência para os países vizinhos, que perderam consideravelmente o número de turistas vindos da nação sul-americana.

De acordo com relatório divulgado hoje pela Forward Keys, um declínio de 25% no valor do peso argentino em maio levou a uma queda de 26,1% das viagens para países da América Latina no mesmo mês na comparação ano a ano, interrompendo uma alta de 8,3% no acumulado de janeiro a abril de 2018.

Os piores números foram registrados no Chile (-50,6% de visitantes), em Cuba (-43,2%) e no Panamá (35,2%). No Brasil, onde os argentinos representam cerca de 40% de todos os visitantes (em 2017 foram 2,6 milhões), a queda foi menor, mas ainda assim substancial: foram 19,1% turistas a menos em maio de 2018 contra o mesmo mês do ano passado.

O total de reservas internacionais de saída da Argentina caiu 20,4% em maio, contrastando com o aumento de 8,4% entre janeiro e abril.

BRASILEIROS DEIXAM DE IR PARA ARGENTINA
A chegada de turistas internacionais na Argentina também foi impactada pelo desequilíbrio econômico observado no país. De acordo com o relatório, o número de viajantes brasileiros indo para Argentina caiu 20,5% em maio, sendo superado apenas pela queda dos paraguaios, que foi de 31,6% no mesmo mês. No total de visitantes da América Latina, a queda foi de 13,7%.

A diminuição de chegadas deve continuar nos próximos meses. Entre junho e agosto deste ano, as reservas de brasileiros para a Argentina estão 9% menores do que no mesmo período de 2017; se considerar todos os países internacionais, a queda é de 4,9% no mesmo período.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA