Amsterdã adota medidas e multas para amenizar Turismo em massa | Economia e Política | PANROTAS
ECONOMIA E POLÍTICA

Amsterdã adota medidas e multas para amenizar Turismo em massa

Divulgação/AMS Institute
Amsterdã deve receber mais turistas que toda a população da Holanda em 2018
Amsterdã deve receber mais turistas que toda a população da Holanda em 2018
Com cerca de 850 mil habitantes e uma previsão de receber cerca de 20 milhões de visitantes neste ano, Amsterdã decidiu agir para conter os efeitos do Turismo em massa. Na última terça-feira (7), a prefeitura da cidade estabeleceu algumas medidas de emergência para lidar com os incômodos causados por essa "invasão estrangeira", incluindo multas instantâneas para alguns casos.

Aglomerações de pessoas serão monitoradas com mais atenção, ruas lotadas poderão ser fechadas sem aviso prévio, pausas para limpeza na região do Distrito da Luz Vermelha serão impostas e autoridades receberão máquinas de cartão para emitir multas e cobrá-las já no momento da emissão.

No último ano, a cidade já criminalizou alguns tipos de distúrbios públicos, estabelecendo penalidades rígidas. A legislação local determinou multas de 95 euros para o consumo de álcool em locais públicos e 140 euros para casos de desordem pública, incluindo urinar na rua ou jogar lixo no chão.

As medidas foram anunciadas pela prefeita Femke Halsema dias depois da apresentação de um relatório detalhado sobre o tema que alertava sobre a cidade estar se tornando uma "selva urbana", especialmente à noite, quando polícia e autoridades se sentem impotentes para combater o crime e a violência.

Em outubro de 2017, Amsterdã barrou a abertura de novos estabelecimentos comerciais voltados para turistas no centro da cidade, como lojas de suvenires e restaurantes fast food. Além disso, a circulação de ônibus turísticos e cruzeiros na região central já havia sido proibida, assim como a construção de novos hotéis.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA