Nova cota de compras fomenta o Turismo de Foz do Iguaçu

|


Divulgação
O aumento do limite deve beneficiar quem cruza a fronteira do Brasil com o Paraguai, potencializando o Turismo de compras de Foz
O aumento do limite deve beneficiar quem cruza a fronteira do Brasil com o Paraguai, potencializando o Turismo de compras de Foz
A partir de 1º de janeiro de 2020, o limite de compras terrestres – sem impostos - no Exterior passará de US$ 300 para US$ 500, de acordo com medida publicada no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (14). O aumento do limite deve beneficiar quem cruza a fronteira do Brasil com o Paraguai, por exemplo, potencializando o Turismo de compras de Foz do Iguaçu (PR).

“Defendemos o aumento da cota de compras desde 2014, quando fizemos um estudo pelo Codefoz e apresentamos à Receita Federal e ao então Ministério da Fazenda. O aumento da cota vai potencializar ainda mais Foz do Iguaçu como destino de compras”, afirma o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla.

Futuramente, se houver liberação da Receita Federal para funcionamento de lojas francas em Foz do Iguaçu, o limite de compras poderá subir para US$ 800, sendo US$ 500 para quem cruza a fronteira e US$ 300 para quem fizer compras em lojas francas no lado brasileiro.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA