Vacinas e testes precisarão de certificado digital, alerta WTTC

|


Pixabay
Falsificação de certificado de vacinas e testes preocupa setor de viagens
Falsificação de certificado de vacinas e testes preocupa setor de viagens

O Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) está chamando a atenção dos governos mundo afora para a necessidade de digitalização das provas de covid-19 e dos comprovantes de vacinação, a fim de evitar falsificações.

"Infelizmente é algo que temos visto em vários países desde o meio do ano passado, por isso insistimos que os governos digitalizem os processos de vacinação e os resultados de provas de covid-19", alerta a presidente e CEO do WTTC, Gloria Guevara Manzo.

"Há dois processos necessários: um é digitalizar o comprovante de vacinação, com a data e a vacina que se recebeu", sugere Gloria. "Já para os que não foram vacinados, é fundamental que os governos federais autorizem os laboratórios a digitalizar os resultados da prova."

A presidente e CEO do WTTC afirma que há países avançando nestas questões, como o Reino Unido, de onde ela saiu para viajar ao México para os preparativos do Summit que lá ocorrerá. "Entretanto, nem todos os países se encontram nomesmo nível. Pouco a pouco chegaremos. A ideia é que se tenha um padrão em nível mundial e que depois deste certificado se possa incluir em algum app existente, daqueles que por meio de um código a companhia aérea pode autenticar."

Suas declarações estão no contexto de um caso ocorrido dos 44 estudantes argentinos que voltaram de Cancun com covid-19.


*Fonte: Ladevi

conteúdo original: https://bit.ly/2P7jAOr
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA