Eventos e convenções voltarão em 27 de julho em São Paulo

|

Em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (3), o Governo de São Paulo anunciou que convenções, eventos e atividades culturais (que incluem museus, galerias, acervos, centros culturais e bibliotecas, cinemas, teatros e salas de espetáculos, eventos culturais) com público estão autorizados a partir do dia 27 de julho, ou seja, quatro semanas após o início da Fase 3 (amarela) do Plano São Paulo, programa que norteia a retomada de diversos setores da economia do Estado.

Para isso, o governo definiu algumas condições: ocupação máxima de 40% da capacidade, funcionamento máximo por seis horas diárias, assentos dispostos à distância mínima, adoção de protocolos específicos, uso obrigatório de máscaras tanto pelo público quanto para os profissionais envolvidos no evento, suspensão do consumo de alimentos e bebidas nos estabelecimentos e controle de acesso.

Getty Images
Já o retorno de grandes eventos e demais atividades que geram aglomeração estará autorizada após 28 dias consecutivos do estado de São Paulo na Fase 4 (verde) na região. A data prevista para que isso ocorra é 12 de outubro.

As condições para essa etapa são a venda de ingressos exclusivamente on-line para assentos marcados e horários pré-agendados, capacidade máxima de 60%, controle de acesso, adoção de protocolos específicos e uso obrigatório de máscaras.

Os eventos foram suspensos em São Paulo no dia 17 de março. “Hoje temos a esperança de deixar para trás o mar revolto, mas estamos avançando rumo à retomada responsável. São Paulo seguiu, segue e continuará seguindo as orientações da medicina das evidências e da verdade”, afirmou o governador de São Paulo, João Doria.

ACESSE AQUI O PLANO COMPLETO DE REABERTURA DIVULGADO PELO GOVERNO DE SÃO PAULO
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA