BeFly muda sede para prédio na capital paulista; veja fotos

|

PANROTAS / Emerson Souza
Marcelo Cohen, ao centro, e parte da equipe BeFly
Marcelo Cohen, ao centro, e parte da equipe BeFly
A BeFly está de sede nova. Depois de seis meses desde a aquisição da Flytour pela Belvitur, a holding, resultado da junção de ambas as empresas e da chegada de novas companhias adquiridas, está reunida, a partir de hoje (18), em um prédio com certificação LEED Silver (prática sustentável de construção) na Alameda Campinas, no bairro Jardim Paulista, em São Paulo. A mudança de Alphaville, na Grande São Paulo e fora de mão para boa parte dos funcionários, para a área mais central da capital paulista se dá, principalmente, por conta da experiência dos colaboradores.

O grupo alugou 13 andares do imóvel, totalizando 10,5 mil metros quadrados de área. Além de copas com filtros de água e máquinas de café e banheiros, os andares contam com diversas configurações de salas – de reunião, de apresentação, de diretores –, salas de treinamento, estúdio de gravação, lab para startups e mais, como espaços para eventos e rooftop. Lá estarão alocados 1,5 mil colaboradores, incluindo toda a diretoria. A divisão dos andares, até o momento, se dá da seguinte maneira:

  • Térreo: refeitório e área para funcionários;
  • 4º andar: área com salas locadas – tanto para a holding, quanto para outras empresas alugarem (uma espécie de coworking);
  • 5º andar: TI; projetos; BI; Marketing; Belvitur; Tech Travel; Open Trips; Guide 121; Instaviagem; Queensberry;
  • 6º andar: Flytour consolidadora; Chanteclair; produtos;
  • 7º andar: Flytour Business Travel; jurídico; lazer;
  • 8º andar: Flytour Business Travel;
  • 10º andar: Vai Voando; Flytour Eventos; 3Sixty; franchising; Conexxe; Queensberry Incentivos; RH & facilities;
  • 11º andar: finanças e governança;
  • 12º andar: diretoria e CEO, com salas executivas e boarding room;
  • 13º andar: projeto de restaurante e espaço para eventos e para receber clientes e parceiros.

PANROTAS / Emerson Souza
Perspectiva de um dos andares
Perspectiva de um dos andares
PANROTAS / Emerson Souza

“Alphaville é uma sede maravilhosa, é própria, então ela continua lá – ainda estamos vendo o que precisaremos acomodar por lá –, mas São Paulo é mais central, este endereço é perto do metrô, as pessoas levam quase que metade do tempo para chegar aqui. Então estamos focando muito na qualidade de vida de todo mundo que trabalha aqui. Esta sede também é o dobro do tamanho em metros quadrados, temos um crescimento contínuo, com várias empresas chegando, então, colocá-las todas juntas, em um mesmo local, faz parte da nossa sinergia como grupo”, explica ao Portal PANROTAS o CEO da BeFly, Marcelo Cohen.

Cohen também reforça a importância do trabalho presencial. Para ele, é fundamental estar cara a cara com os funcionários, trabalhando em um mesmo ambiente, tendo conversas de corredor e trocas diárias. O modelo de trabalho – 100% presencial ou híbrido – da empresa como um todo está sendo definido área a área, não há uma definição geral.

Nesta primeira fase da mudança, os funcionários da consolidadora Flytour, da filial São Paulo Belvitur, os times de Marketing, Produtos e Tecnologia da BeFly e todas as startups estão indo para o novo empreendimento. Além disso, os escritórios de alguns andares, assim como outros ambientes, ainda não estão prontos, com reformas e arrumações sendo feitas. O processo, principalmente por conta da pandemia, já que o prédio estava fechado, levará um tempo, devido à troca de carpetes, de logomarca das empresas que ocupavam o imóvel anteriormente, adesivagem das paredes com mensagens da BeFly e outros detalhes.

PANROTAS / Emerson Souza
Marcelo Cohen, CEO da BeFly
Marcelo Cohen, CEO da BeFly
FOCO EM ESG
No final de março, a BeFly lançou a BeESG, plataforma voltada aos pilares do ESG. Este é um dos principais – se não o principal – foco da holding para a escolha do prédio. Para 2022, o grupo traçou três objetivos com a nova sede. Um deles é a separação de lixo e coleta e reciclagem. A ideia é desenvolver uma nova empresa parceira com forte ação social e com a atividade de reciclagem. Outro ponto será a redução do uso de papel e do número de impressoras.

A holding também preparou um estudo de eficiência energética para utilização de placa solar no prédio e lâmpadas de led nos escritórios. Além de ações para conscientização do uso da água, torneiras automáticas e o reaproveitamento da água da chuva.

Um comitê ESG foi formado e está em processo para certificar a BeFly com a ISO 14001 – Sistema de Gestão Ambiental, por meio do levantamento de aspectos e diminuição de impactos ambientais, cumprimento de requisitos legais, conscientização, indicadores e ações sustentáveis nos escritórios.

“O prédio foi escolhido muito em função dessa certificação LEED Silver, pensando em todas essas práticas sustentáveis. Estamos muito fortes na questão da governança ambiental, social e corporativa”, finaliza a diretora de Marketing da holding, Flavia Possani.

Confira o álbum abaixo com fotos dos principais ambientes da sede da BeFly que já estão prontos nesta primeira fase de inauguração e também os principais líderes das áreas presentes.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA