Victor Fernandes   |   05/06/2023 10:10   |   Atualizada em 05/06/2023 11:47

Franqueados CVC apoiam campanha "Adote um Coral" em Porto de Galinhas

Durante convenção anual, companhia anunciou que, além de clientes, está convidando franquias para a causa

Divulgação
Luís Walter, do Maranhão, é o primeiro master franqueado CVC a adotar um coral
Luís Walter, do Maranhão, é o primeiro master franqueado CVC a adotar um coral
A CVC Corp e o Instituto CVC anunciaram parceria com a startup de biotecnologia Biofábrica de Corais. Com a iniciativa 'Adote um Coral', a companhia busca promover a recuperação de corais na costa litorânea de Ipojuca, em Porto de Galinhas (PE), por meio da implantação de novas mesas de cultivo de corais, em área controlada do oceano, contribuindo para a biodiversidade marinha, e em ações de Turismo e educação ambiental.

Após parceria firmada, o projeto entra agora em sua segunda fase. A partir de julho, todos os pacotes CVC para Porto de Galinhas (PE) terá embutido o 'Adote um Coral', então todos os clientes CVC passam a contribuir automaticamente com a iniciativa. A novidade agora, anunciada durante a Convenção da CVC Corp, que está sendo realizada em Balneário Camboriú (SC) desde sábado (3), é que franqueados CVC também estão sendo convidados a adotarem corais e abraçarem a causa.

Além da regeneração de 600 fragmentos de corais – que vai dar origem à 30 colônias biofabricadas e que se somam à meta já realizada de 1,2 mil corais regenerados pela Biofábrica durante 2021/2022 –, a operadora de viagens realizará diversas ações educativas até março de 2023, em parceria com o time de biólogos e pesquisadores, com apoio da Luck Receptivo e da Porto de Galinhas Convention Bureau.

Rudã Fernandes, engenheiro de pesca e CEO da Biofábrica de Corais, destaca que “a chegada da maior operadora de viagens CVC e da Luck Receptivo à Biofábrica de Corais reforça o compromisso de longo prazo desses dois importantes operadores em contribuírem com a regeneração e a conservação das piscinas naturais, também impulsionando a nossa capilaridade na geração de renda à comunidade, no engajamento junto à cadeia produtiva do Turismo da região e, ainda, possibilitando levar experiências únicas e sustentáveis até a ponta para os turistas para que o destino também seja referência em sustentabilidade”.

Em uma terceira fase do projeto, a CVC ofertará aos seus clientes passeios com mergulhos para que eles possam conhecer os berçários de corais, assim como a iniciativa que estão apoiando ao viajar até o destino pernambucano.

Este é o primeiro projeto patrocinado pelo Instituto CVC, criado recentemente como parte do REprograma CVC Corp, programa de sustentabilidade da companhia com compromissos públicos até 2030.

BIOGRÁFICA DE CORAIS

A Biofábrica de Corais nasceu oficialmente em 2017 como resultado de um estudo científico realizado por equipes de biólogos e pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco, que implantaram técnica de última geração para cultivos de corais no litoral de Ipojuca (PE).

A técnica consiste em implantar fragmentos de corais em berços feitos por materiais biodegradáveis, implantados ao fundo do mar, feitos sob medida para cada espécie de coral. As mudas são plantadas em estruturas de cultivo e, após alguns meses submersas sob cuidados do time de restauração da Biofábrica de Corais, já podem ser transferidas e voltam a se reconectar no oceano e o seu papel na natureza. Segundo pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco, 80% dos corais conseguem rebrotar e cerca de dois mil fragmentos foram recuperados em cinco anos.

A lógica buscada pela startup é desenvolver uma engrenagem que possibilite acelerar a restauração dos corais. Os recifes de corais são chamados de “florestas do oceano”, por causa da riqueza da biodiversidade. Um quarto das espécies marinhas depende dos corais para se abrigar, reproduzir ou se alimentar.

Tópicos relacionados