PESQUISAS E ESTATÍSTICAS

Expedia: brasileiros usam férias para trabalhar; veja estudo

Getty Images
Quarenta e quatro porcento dos brasileiros precisam de ao menos quatro dias de folga para descansar
Quarenta e quatro porcento dos brasileiros precisam de ao menos quatro dias de folga para descansar

Se o mercado do Turismo pensa que o principal objetivo do brasileiro durante as férias é viajar, um estudo da Expedia revelado nesta semana acabou provando que não é bem assim que os trabalhadores do nosso País pensam.

A meta mais visada durante férias, na verdade, é outra: cuidar de assuntos pessoais, marcar compromissos e resolver tarefas pendentes - todos fatores possivelmente impossibilitados pelo dia a dia do trabalho. No Brasil, quase nove em cada dez pessoas (84%) afirmam agir dessa maneira quando tiram férias, muito mais que no restante do globo, onde a porcentagem fica nos 67%.

Ainda, mais de um quarto dos brasileiros respondentes (28%) disseram que, no último ano, utilizaram cinco ou mais dias do período de férias exclusivamente para tratar de tarefas pendentes.

Os dados foram revelados no estudo "Privação de Férias" a partir de entrevistas com 11,1 mil adultos feitas pela Northstar, empresa internacional de consultoria e pesquisa, após encomenda da Expedia. Foram questionadas pessoas de quatro regiões do globo - América do Norte, Europa, América do Sul e Ásia-Pacífico. Nela, outras questões foram levantadas, como o tempo que uma pessoa precisa de férias para de fato se sentir descansado, e o quanto o trabalho interfere no período de folga.

BRASILEIRO QUER TEMPO PARA DESCANSAR

O brasileiro precisa de mais tempo do que o restante do mundo para se sentir "descansado". De acordo com o estudo da Expedia, quase metade (44%) dos brasileiros precisam de, ao menos, quatro dias exclusivamente de descanso para conseguirem relaxar - 20% disseram necessitar de uma semana inteira para isso. Em comparação, nos Estados Unidos 79% disseram conseguir o relaxamento com até três dias de descanso.

Um dos fatores que levam a isso é o quanto os brasileiros acabam tendo suas férias "prejudicadas" pelo trabalho. O estudo revelou que 61% dos trabalhadores do País já tiveram que cancelar períodos de férias devido ao trabalho.

Até mesmo trabalhar durante as férias tem sido uma questão prejudicial para brasileiros - 30% deles revelaram que checam o e-mail de trabalho durante os dias de folga, sendo que 33% deles se sentem mais estressados depois de ler os e-mails.

Dreamstime
Sessenta e um porcento dos brasileiros já tiveram que cancelar férias devido ao trabalho, enquanto 30% acabam checando e-mail de negócio durante o período de descanso
Sessenta e um porcento dos brasileiros já tiveram que cancelar férias devido ao trabalho, enquanto 30% acabam checando e-mail de negócio durante o período de descanso

Isso faz com que os brasileiros estejam entre os que mais usufruam de seu direito de descansar: 83% deles tendem a utilizar todos os dias das férias que têm direito, o segundo no globo nesse aspecto, atrás apenas da Espanha, onde a porcentagem é de 86%. Vender dias para ganhar dinheiro, guardar dias para o futuro ou até não conseguir se afastar do trabalho são algumas das motivações de quem prefere não utilizar todo tempo de férias que tem direito - não tem dinheiro para viajar é outro.

“Com essa pesquisa, comprovamos que as pessoas sentem que o cansaço e o estresse vão se acumulando com a rotina diária de trabalho e por conta da quantidade de compromissos que acabamos assumindo ao longo do ano. Por isso, precisam de período fora dos compromissos profissionais para relaxarem completamente”, explica a diretora sênior global de Varejo para a marca Expedia, Carolina Piber.

BRASILEIROS ESTÃO SATISFEITOS COM O TEMPO DE FÉRIAS

Por outro lado, o brasileiro é um dos que menos se sentem "privados de férias" no mundo. Cerca de 50% aponta que sente falta do tempo de descanso, porcentagem menor do que a média global, que é de quase 58%.

Isso porque o brasileiro é um dos que tem o maior período de férias do mundo: são 30 dias, junto de Alemanha, França e Espanha, enquanto a maioria dos países dispõe de apenas 20 dias de férias anualmente.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA