PESQUISAS E ESTATÍSTICAS

O que mais irrita os brasileiros em hotéis e aviões?


Pixabay
A falta de transparência com taxas adicionais irrita 44% dos viajantes brasileiros
A falta de transparência com taxas adicionais irrita 44% dos viajantes brasileiros
Antes de vender um produto a um cliente, é primordial saber suas preferências para cada serviço. No caso dos brasileiros, o que mais irrita 44% deles é a falta de transparência, tendo que pagar taxas adicionais sem aviso prévio. É o que diz a pesquisa de etiqueta em hotéis e aviões sobre os comportamentos e expectativas do consumidor, realizada pelo Expedia com 23 nacionalidades.

HOTÉIS

Além do wi-fi, 96% dos hóspedes preferem um quarto com frigobar, serviço de quarto de qualidade (94%) e bar e restaurante no hotel (92%). Também foram citadas outras comodidades, como spa (60%) e babá para crianças (58%).

O que mais os incomoda, porém, são pessoas que reclamam demais por coisas pequenas (46%), bêbados no bar (36%), hóspedes indiscretos (31%) e pais desatentos com crianças (30%). Problemas como estes fazem com que 72% liguem para a recepção se o quarto vizinho está fazendo barulho e 45% têm a mesma reclamação na piscina.

VOOS

Os assentos da janela são preferidos por 80% dos brasileiros. O corredor é escolhido por 15% deles, seguido pela poltrona do meio, com 4%. Ficar muitas horas na aeronave consequentemente estressa alguns passageiros: 46% dos brasileiros não gostam de viajar com bêbados a bordo, 38% com fortes odores e chutes nos assentos e 26% com pais desatentos.

Mudanças inesperadas no itinerário incomodam 17%, assim como a impossibilidade de remarcar ou cancelar uma reserva sem custo adicional (14%). As ações são mais extremas quando o passageiro sentado ao lado cheira mal ou é grosseiro: neste caso, 48% pedem para trocar de assento ou chamam uma comissária de bordo para intervir. Cerca de 25% também tomam alguma atitude ao ver um passageiro sendo rude com as funcionárias.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA