Mais da metade dos empresários teve 75% de queda nas vendas

|

Levantamento realizado pela FecomercioSP com 400 empresários do comércio de serviços da cidade de São Paulo revelou que 55% tiveram queda de mais de 75% nas vendas. O estudo, feito entre abril e maio deste ano, mostrou ainda que 19% observaram queda de 75% a 51%; e 10% dos entrevistados registraram perdas de 26% a 50%.

Durante o período de quarentena, quando só os estabelecimentos essenciais como farmácias e supermercados puderam abrir, 85% precisaram permanecer fechados e 76% deixaram de receber mercadorias de fornecedores.

Marcelo Camargo/Agência Brasil
Grande parte dos comerciantes seguiram recomendações da Federação e tentaram remanejar suas demandas, 54% renegociaram prazos e pagamentos com fornecedores; 47% revisaram os custos da empresa; e 40% intensificaram as vendas a distância e realizaram promoções, como medidas para minimizar os prejuízos.

Ao revisar os custos, 30% foram em busca de crédito no mercado; 37% não aderiram a nenhuma linha ainda, mas pretendem contratar; e para 34%, o crédito não está entre os objetivos no momento.

De acordo com a FecomercioSP, as Medidas Provisórias 975 e 977 vão contribuir na irrigação de recursos ao sistema financeiro, com o governo participando com um porcentual de garantia para que o crédito chegue, principalmente aos micros e aos pequenos empresários, que não conseguem atender a todas as exigências para o empréstimo.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA