Hotelaria aponta falta de normas consistentes para a retomada

|


Reprodução/HRS
91% dos parceiros globais estão fazendo melhorias em suas propriedades para receber os hóspedes
91% dos parceiros globais estão fazendo melhorias em suas propriedades para receber os hóspedes
Diante dos impactos da pandemia de covid-19, a Booking.com realizou uma pesquisa com mais de três mil parceiros de acomodação em 20 países e identificou que tipo de ajuda é necessária para que a indústria de viagens se recupere, além de quais preparativos as acomodações ao redor do mundo têm feito para garantir que estejam prontas para receber hóspedes.

Pensando na retomada crucial para a indústria, 77% dos parceiros globais concordam que mais medidas ainda são necessárias para ajudar a acelerar a recuperação, afirmando que há necessidade de normas internacionais mais consistentes quando se trata de recomendações e regras para viajar. Além disso, muitos acreditam que os exames de detecção da covid-19 continuarão sendo um requisito de viagem daqui para frente, já que 52% dos entrevistados disseram que tornar obrigatória a apresentação de resultados negativos na hora de viajar vai ajudar a acelerar a recuperação do setor.

Os parceiros de acomodação ao redor do mundo também querem ferramentas de marketing para ajudar a incentivar os consumidores a viajar: 66% concordam que a indústria precisará desenvolver estratégias de marketing inteligentes para atrair os viajantes de novo.

PREPARATIVOS PARA RECEBER HÓSPEDES
A maioria dos parceiros de acomodação já está considerando, cuidadosamente, formas de otimizar suas propriedades e atrair novos clientes e também os antigos. Passos fundamentais para se preparar para o retorno das viagens incluem 91% dos parceiros globais fazendo melhorias em suas propriedades. Um terço dos proprietários usaram o período da pandemia para repaginar o visual das acomodações, por exemplo: 34% atualizaram a presença on-line de suas acomodações ou tiraram novas fotos, e 33% reformaram os quartos para renovar a aparência do local.

"É nossa responsabilidade alertar sobre as necessidades do setor de viagens e apoiar nossos parceiros de acomodação quanto às medidas essenciais que vão ajudar a acelerar a recuperação. Nossa missão é fazer com que vivenciar o mundo fique mais fácil para todos. Por isso, a Booking.com se esforça para desempenhar seu próprio papel e restabelecer as viagens juntos, ajudando cada vez mais pessoas a redescobrir o mundo e tudo o que ele pode oferecer quando for seguro", disse a vice-presidente global de Serviços aos Parceiros de Acomodação da Booking.com, Ripsy Bandourian.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA