Eventos impulsionam recuperação do Turismo em São Paulo

|

No terceiro mês do ano, a volta dos eventos, o Festival Lollapalooza e os últimos dias do carnaval foram os responsáveis pela retomada do Turismo na capital paulista. O IMAT (Índice Mensal de Atividade do Turismo), contabilizado pela FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo) em parceria com a SPTuris, apontou altas de 12,5%, na comparação com fevereiro, e de 88%, em relação ao mesmo período de 2021.

Product Schol/Unsplash
A volta das feiras, eventos de grande porte e congressos puxou para cima a movimentação do Turismo em São Paulo
A volta das feiras, eventos de grande porte e congressos puxou para cima a movimentação do Turismo em São Paulo
Este resultado foi a primeira elevação do indicador no ano, após quedas consecutivas no primeiro bimestre. Com o crescimento, o número-índice que estava em 69,3, passou para 78. Dentre as variáveis que compõem o índice, a taxa de ocupação hoteleira foi o destaque, com aumentos de 67,1%, ante os 55% do mês anterior, e de 20,8%, na comparação com o mesmo período de um ano antes. É importante destacar, porém, que, naquela ocasião, o País ainda enfrentava os impactos da segunda onda da pandemia de covid-19, o que torna a base de comparação mais fragilizada.

O que também avançou, em março, foi a movimentação nas rodoviárias. Pouco mais de 1 milhão de passageiros passaram pelos terminais da capital (quase 600 mil a mais do que em março do ano passado). No comparativo mensal, a alta foi de 24,1%. Os aeroportos de São Paulo, Congonhas e Guarulhos, por sua vez, receberam 3,9 milhões de passageiros. Em relação a fevereiro, houve aumento de 16,3%. Já na comparação anual, a alta foi de 146%.

A retomada do Turismo também impactou o emprego. As atividades relacionadas ao setor apresentaram alta de 0,3% na comparação mensal (5% no contraponto anual), representando 18 mil novos trabalhadores com carteira assinada em relação aos números de março de 2021.

Espera-se, segundo aponta a FecomercioSP, que o faturamento do Turismo cresça 3,5% em comparação ao segundo mês do ano, e 104%, no contraponto anual. Esta previsão de aumento está relacionada à volta dos eventos corporativos, que movimentam hotéis, montagens, serviços de caterings etc.

PERPECTIVAS PARA OS PRÓXIMOS MESES
Na avaliação do Conselho de Turismo da FecomercioSP, o resultado positivo do IMAT no mês passado não foi uma surpresa. Além da demanda reprimida pela pandemia, as empresas estão retomando a agenda de eventos, o que movimenta a cadeia de Turismo na cidade, a despeito da situação econômica do País. O Festival Lollapalooza, por exemplo, contribuiu para a circulação de milhares de pessoas, envolvendo meios de hospedagens, transportes, alimentação etc.

PANROTAS / Emerson Souza
Mariana Aldrigui, presidente do Conselho FecomércioSP
Mariana Aldrigui, presidente do Conselho FecomércioSP
Para a presidente do Conselho, Mariana Aldrigui, os dados indicam que as curvas estão cada vez mais próximas do que se observava antes da pandemia, com a vantagem de uma expressão maior das viagens de lazer vinculadas às diferentes possibilidades oferecidas na capital, além da consolidação da agenda de eventos corporativos.

"É importante que os empresários equilibrem sua oferta, considerando próximos feriados e datas comemorativas que possam justificar a visita de turistas para compras e para participação em shows e outros eventos sociais”, destaca.

Em abril, a tendência também é de alta graças aos feriados da Sexta-Feira Santa e de Tiradentes, que contou, ainda, com os dias de carnaval.
Esta empresa apoia o Fórum PANROTAS 2022
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA