Beatriz Contelli   |   17/06/2024 14:09

Veja dados e tendências da MasterCard no Turismo da América Latina

Relatório aponta busca por experiências e alta de cruzeiros como comportamentos do viajante global


Divulgação/iStock
Turistas estão estendendo suas férias em um dia em média
Turistas estão estendendo suas férias em um dia em média

De acordo com o último relatório global do Mastercard Economics Institute, em março deste ano, os gastos dos consumidores com viagens foram robustos, consequentemente aos aumentos significativos no tráfego de passageiros. O documento fornece insights para América Latina e Caribe, incluindo os 10 principais destinos de junho a agosto de 2024 para viajantes dessa região:

10 Principais destinos dos viajantes latinos e Caribe

  1. Barcelona, Espanha;
  2. Londres, Reino Unido;
  3. Madri, na Espanha;
  4. Paris, França;
  5. Santiago, Chile;
  6. Buenos Aires, Argentina;
  7. Rio Negro, Colômbia;
  8. Punta Cana, República Dominicana;
  9. Nova York, Estados Unidos;
  10. Frankfurt, Alemanha.

Argentina cresce no Brasil e em outros mercados

  • Dadas as taxas de câmbio favoráveis, o tráfego de passageiros chilenos, brasileiros e norte-americanos na Argentina acelerou em fevereiro de 2024. O número de chegadas de passageiros do Brasil à Argentina nesse período saltou notavelmente para 38% acima dos níveis de 2019.
  • Para turistas de todo o mundo, Cancún, no México, é o quinto principal destino global para viajar de junho a agosto de 2024. Aruba e a República Dominicana estão entre os cinco principais destinos mais procurados pelos viajantes dos EUA.
  • Internacionalmente, houve um aumento no tempo de férias, passando de 4,5 dias em 2020 para 5,5 dias em 2024. Na América Latina, o tempo gasto aumentou de 6,5 para 6,9 dias. Os visitantes do Brasil passam cerca de um dia a mais no País. O aumento se deve a fatores importantes, incluindo acessibilidade e clima.
  • Ao visitar o Brasil, o turista busca experiências com gastronomia. Em março de 2024, os gastos com refeições casuais aumentaram 96% acima dos níveis pré-pandemia em 2019. Já a alta gastronomia teve um aumento de 64% em relação ao mesmo ano.

Outras descobertas globais sobre o Turismo

O relatório também analisa as principais tendências de viagens em todo o mundo para este ano e além, incluindo:

  • Recorde de viagens: Um recorde histórico de 15,9 milhões de americanos viajou internacionalmente no primeiro trimestre de 2024.
  • Lazer por mais tempo: Os turistas estão estendendo suas férias em um dia em média, influenciados por destinos acessíveis e climas mais quentes.
  • Economia da experiência em movimento: os consumidores agora priorizam as experiências em detrimento dos bens materiais quando viajam, representando 12% das vendas de Turismo – o ponto mais alto em pelo menos cinco anos.
  • Cruzeiro a todo vapor: As viagens de cruzeiro estão superando os níveis de demanda pré-pandemia, impulsionadas pela acessibilidade em comparação com os hotéis. As Bahamas receberam 2,9 milhões de passageiros a mais por mar do que em 2019.
  • Destinos mais procurados: o Japão lidera a atividade turística, enquanto Munique lidera a lista de Turismo de verão. A Albânia está em terceiro lugar entre os países europeus com o menor custo.

"A resiliência e a adaptabilidade do setor de viagens, aliadas à demanda persistente do consumidor, se traduziram em uma forte recuperação do Turismo. Assim como em casa, os viajantes estão priorizando experiências em vez de mercadorias no exterior. No entanto, os viajantes de hoje são exigentes, escolhendo destinos que oferecem valor e autenticidade. Eles são experientes o suficiente para esticar seus fundos e estender suas estadas, mergulhando totalmente nas experiências e maravilhas de cada local"

Michelle Meyer, economista-chefe e chefe do Mastercard Economics Institute

Tópicos relacionados