AEROPORTOS

Em crise, Alitalia corre risco de deixar de operar

Netto Moreira
Informações da imprensa internacional dão conta que, passando por sérios problemas financeiros, a Alitalia corre risco de deixar de operar em um curto espaço de tempo. O principal problema é que, precisando levantar cerca de 300 milhões de euros para garantir a manutenção de seus voos, a companhia não vem encontrando meios para tal.

A aérea italiana esteve em vias de deixar de operar até sábado caso não conseguisse 75 milhões de euros para pagar fornecedores de combustíveis. A verba, porém, será bancada pela companhia estatal de correios da Itália.

Principal acionista da Alitalia, com 25% das ações, a Air France-KLM também não vem vivendo seus melhores momentos e não parece totalmente disposta a colaborar para o pleno restabelecimento da companhia italiana. De acordo com o Yahoo, o ministro dos Transportes da Itália, Maurizio Lupi, afirmou: “Vamos ver o que a Air France faz [se vai investir na Alitalia]. Caso contrário, eu acredito que o papel da Alitalia será encontrar outro grande parceiro internacional”.

A companhia de baixo custo Ryanair teria se colocado à disposição para operar os voos domésticos da aérea italiana caso a empresa, que registrou prejuízo de 294 milhões de euros no primeiro semestre, anuncie falência.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA