AEROPORTOS

Demanda internacional é 51% do tráfego total da Latam

Netto Moreira
O Grupo Latam divulgou estatísticas preliminares de tráfego para Março de 2015, incluindo o comparativo com o mesmo mês de 2014. O tráfego de passageiros recuou 0,5%, enquanto a capacidade aumentou 1,3%. Como resultado, a taxa de ocupação para o mês diminuiu 1,4 ponto percentual, alcançando índice de 80,3%. O tráfego internacional de passageiros representou aproximadamente 51% do tráfego total de passageiros no mês.

O tráfego doméstico de passageiros na operação da companhia em países de língua espanhola (Argentina, Chile, Peru, Equador e Colômbia) registrou 4% de aumento, enquanto a capacidade cresceu 3,5%. Como consequência, a taxa de ocupação doméstica avançou 0,4 ponto percentual, chegando a 79,4%. O tráfego do mercado doméstico no Brasil cresceu 0,3%, enquanto a capacidade aumentou em 0,2%. Como resultado, a taxa de ocupação doméstica no país cresceu 0,1 ponto percentual, chegando a 78,9%.

O tráfego internacional de passageiros diminuiu 2,2%, e a capacidade cresceu 1,3%. Como resultado, a taxa de ocupação internacional de passageiros para o mês recuou 2,9 pontos percentuais, chegando a 81,4%. O tráfego internacional inclui as operações internacionais de Lan e Tam nas rotas entre países da América do Sul e de longo curso.

O tráfego de carga do Grupo Latam teve redução de 10,8% e a capacidade de 2,9% no período. Como resultado, o fator de ocupação diminuiu 5,1 pontos percentuais, chegando a 56,8%. A diminuição na capacidade de carga se explica por uma menor operação de aviões cargueiros. A diminuição do tráfego de cargas foi provocada pelo enfraquecimento das importações para a América Latina.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA