Novo diretor da Aerolíneas é “comercialmente agressivo”

|

Netto Moreira
Fabián Lombardo, Gonzalo Romero e Ivan Cadahia, da Aerolíneas Argentinas
O vice-presidente comercial da Aerolíneas Argentinas, Fabián Lombardo, definiu o novo diretor da aérea no Brasil, Gonzalo Romero, como um executivo de “posição comercialmente agressiva”. Segundo ele, o País ganha um profissional com 14 anos de experiência na empresa e que acumula passagens pelos principais mercados da América.

“Todos os agentes de viagens, operadores e OTAS poderão contar com boas parcerias comerciais e com o desenvolvimento de novos negócios com a Aerolíneas Argentinas”, destacou o VP.

A empresa reuniu hoje pela manhã representantes do setor e parceiros comerciais para oficializar a chegada de Gonzalo Romero ao Brasil, ocupando o cargo deixado por Ariel Rodríguez, que voltou para Buenos Aires. Durante o evento, realizado na Casa Argentina, em São Paulo, o novo diretor fez questão de ressaltar seus principais objetivos.

“Tenho como desafio manter o crescimento da companhia aqui no Brasil e consolidar as rotas já existentes. Vou trabalhar em conjunto com todo o trade, com as nossas equipes de aeroportos e comercial para entregar um produto ainda melhor ao nosso passageiro”, disse.

“É um desafio estar à frente de um País que conta com mais de 100 frequências semanais de sete diferentes cidades (Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte, Brasília e Salvador). Quero agradecer a empresa pela oportunidade que me deu, de cuidar do seu principal mercado fora da Argentina, e agradecer o Ariel, que desempenhou um excelente papel à frente do cargo”, comentou Romero.

O novo diretor garantiu não temer a crise econômica no Brasil. “Na minha opinião, em qualquer clima de adversidade, há novas oportunidades de negócios. A Aerolíneas tem uma operação saudável no Brasil, com resultados além do esperado. Acredito que é algo momentâneo e que logo vai passar”, opinou.

Questionado sobre a possibilidade de novos destinos brasileiros serem incorporados à malha da companhia, Gozalo disse que “estudo são feitos constantemente, mas que por ora a intenção é consolidar as rotas e frequências já existentes”. Ainda de acordo com ele, cerca de 80% das vendas da aérea no Brasil são de canais indiretos (agências de viagens, operadoras, OTAS, etc).

TEMPORADA DE INVERNO
Ainda durante a apresentação de Gonzalo, o gerente comercial em São Paulo, Ivan Blanco, ressaltou as cinco saídas de São Paulo para Bariloche que a aérea disponibilizará para a temporada de neve. Os voos acontecem nos dias 4,11, 18 e 25 de julho e 1º de agosto, operados com Boeing 737-800. A saída do Aeroporto de Guarulhos será às 22h55, chegando em Bariloche às 3h56. No sentido inverso, a aeronave decola às 2h20 e pousa em São Paulo às 6h35.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA