AEROPORTOS

Aeroporto de Brasília é autorizado a usar pistas simultâneas

Netto Moreira
(divulgação/Inframerica)
O Aeroporto de Brasília será o primeiro aeródromo da América do Sul a realizar operações paralelas simultâneas independentes, anunciou a Inframerica, consórcio que administra o empreendimento. O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), órgão ligado a Aeronáutica, foi o responsável pela análise e autorização do novo procedimento.

O terminal, segundo a Inframerica, é o único do País com pistas paralelas com uma distância segura para realizar pousos ou decolagens simultâneos. As pistas têm 3.300x45 e 3.200x45 com espaço de 1,8km entre elas. A previsão é iniciar a operação em novembro deste ano.

Segundo o Decea, a operação simultânea das pistas é totalmente segura, "mas requer um trabalho meticuloso, como se dois aeroportos estivessem sendo controlados ao mesmo tempo".
Com a autorização, o Aeroporto de Brasília terá sua capacidade de pista acrescida dos atuais 60 movimentos por hora para 80. Esse será o terceiro aumento desde que a Inframerica assumiu a administração do terminal, um crescimento total que chegará a 45%.

Ainda segundo a Inframerica, a permissão coloca o Aeroporto de Brasília no primeiro lugar como o de maior capacidade de pista do País e o único a operar pousos e decolagens simultâneas na América do Sul.

Para o presidente da Inframerica, Jose Luis Menghini, “a ação pioneira do Decea em conjunto com a Inframerica inicia uma era importante na aviação civil brasileira". "A operação gera diversas oportunidades adicionais para as linhas aéreas, que consequentemente, acarreta opções aos passageiros, além de impulsionar nossos planos para aumentar a eficiência dos nossos aeroportos”, acrescenta.

O Aeroporto de Brasília tem em seu portfólio 45 destinos nacionais e sete internacionais regulares, operados por 12 companhias aéreas. É o segundo aeroporto em movimentação de passageiros do Brasil e o terceiro em movimentação internacional. A média diária de voos no Terminal é de 500 movimentos aéreos, já de usuários, entre embarques, desembarques e conexão é de 49 mil.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA