AEROPORTOS

Embraer apresenta novo E195-E2; Azul estreará o jato

A Embraer apresentou ontem (7), em São José dos Campos (SP), a maior aeronave da segunda geração da família de E-Jets: o E195-E2. O jato tem seu voo inaugural previsto para os próximos meses e deve começar a operar no primeiro semestre de 2019.

A Azul será a primeira empresa a operar o E195-E2. O contrato da aérea com a Embraer é para até 50 aviões, sendo 30 pedidos firmes e 20 direitos de compra. A companhia de David Neeleman é a que tem a maior frota de jatos E195 da atual geração, com 77 unidades. Os jatos E195-E2 da Azul terão configuração de 130 assentos em classe única.

A AERONAVE
“O E195-E2 tem potencial de mudar significativamente o perfil de frota das companhias aéreas em todo o mundo. Tendo custo por viagem 20% menor e custo por assento similar ao de aviões maiores, o E195-E2 torna-se o avião ideal tanto para crescimento de empresas regionais como complementação de frota de empresas de baixo custo e de linhas principais”, disse o presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial, John Slattery.

Quando comparado ao atual E195, o E195-E2 tem três fileiras a mais de assentos, podendo ser configurado com 120 lugares em duas classes de serviços, ou até 146 em classe única. O avião também teve aumento de alcance de mais de 800 quilômetros (450 milhas náuticas), o que possibilitará viagens de até 4,5 mil quilômetros de distância.

Divulgação Embraer

A asa, que foi desenvolvida exclusivamente para esse modelo, tem o maior alongamento entre jatos de corredor único, o que aumenta a eficiência do consumo de combustível. Além disso, a Embraer afirma que o E195-E2 tem capacidade para transportar 10% mais passageiros que o concorrente direto e mesmo assim ter o mesmo peso.

“Introduzimos na comprovada plataforma de E-Jets todas as novas tecnologias que agregam valor aos clientes. Um exemplo é a quarta geração de fly-by-wire, que permitiu a redução de 20% da área da empenagem, minimizando o arrasto e o peso,” explica o vice-presidente de Operações da Embraer, Luís Carlos Affonso. “O avião terá uma economia de até 24% de consumo e 20% nos custos de manutenção por assento quando comparado ao atual E195. Parte dessa economia será atingida pela nova tecnologia de motores, mas o grande diferencial competitivo do E195-E2 está na otimização da estrutura e dos seus vários sistemas.”

A Embraer vai usar dois aviões para certificação de E195-E2. O primeiro protótipo será utilizado nos ensaios de aerodinâmica e desempenho, já o segundo, que também deve realizar o voo inaugural até o final desse ano, será usado na validação de tarefas de manutenção de interior.

Desde que foi lançado, o E2 alcançou 690 pedidos, sendo 90 para o E195-E2 e de 415 opções e direitos de compra, tendo entre seus clientes companhias aéreas e empresas de leasing.

Com investimento de US$ 1,7 bilhão, o programa E2 foi lançado em junho de 2013 e tem como objetivo manter a Embraer como uma das líderes de mercado no segmento de 70 a 130 assentos.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA