Movida

Renato Machado   |   28/08/2017 09:01

Falha em A350-900 pode causar explosão, afirma Easa

Companhias aéreas que operam o Airbus 350-900 receberam um comunicado emergencial de autoridades europeias solicitando a atualização do sistema hidráulico de suas aeronaves para evitar superaquecimento e, até, explosões. Dentre as companhias brasileiras, a

Divulgação
Companhias aéreas que operam o Airbus 350-900 receberam um comunicado emergencial de autoridades europeias solicitando a atualização do sistema hidráulico de suas aeronaves para evitar superaquecimento e, até, explosões. Dentre as companhias brasileiras, a Latam é a única a operar este modelo.

Em uma EAD (emergency airworthiness directive, ou diretiva emergencial de aeronavegabilidade), a Agência Europeia de Segurança na Aviação (Easa) alertou que uma falha de superaquecimento em uma bomba hidráulica no motor foi encontrada, o que poderia causar um aumento de temperatura repentino no fluido do motor.

A Aribus entregou mais de 100 aeronaves do A350-900 ao redor do mundo. Além da Latam Brasil, o modelo também é usado por Lufthansa, Singapore Airlines, Cathay Pacific e Qatar Airways. A fabricante disse que já informou as companhias que operam esses aviões que uma atualização de software é necessária para a solução provisória do problema. Além disso, eles investigam se ações futuras serão necessárias.


*Fonte: Reuters

conteúdo original: http://reut.rs/2gcYGM4

Tópicos relacionados

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

Mais notícias