Demanda doméstica cresce 5,86% no mês, 9ª alta seguida

|

Emerson Souza
Gol lidera em market-share doméstico de janeiro a novembro, segundo dados da Abear
Gol lidera em market-share doméstico de janeiro a novembro, segundo dados da Abear
A demanda no transporte aéreo brasileiro aumentou, em novembro, 5,86% em relação ao mesmo mês de 2016, segundo dados divulgados nesta terça-feira (19) pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), que consolida as estatísticas das empresas Avianca Brasil, Azul, Gol e Latam e representa mais de 99% do mercado doméstico. É o nono mês seguido de crescimento na demanda da aviação nacional.

A oferta também aumentou no mês, embora em menor grau, com crescimento de 3,45% em igual base de comparação. Como resultado, o fator de aproveitamento dos voos nacionais teve um aumento de 1,88 ponto percentual em novembro, ficando em 82,71%.

Já o número total de viagens realizadas dentro do País foi de 7,6 milhões, um aumento de 6,38%.

Segundo a Abear, o crescimento em novembro apresentou uma ligeira desaceleração em relação aos números de outubro, algo que estaria em harmonia com a sazonalidade típica do mercado doméstico brasileiro, uma vez que as estatísticas devem voltar a crescer com maior vigor em dezembro, mês que marca o início da alta temporada de verão.

Entre as quatro maiores aéreas brasileiras, a Gol foi a maior no setor nacional em novembro, representando 36,64% das operações domésticas do mês; seguem-se Latam, com 33,07%; Azul, com 17,05%; e Avianca Brasil, com 13,24%

Já no acumulado do ano, a demanda doméstica entre janeiro e novembro acumulou um aumento de 3,28%, enquanto a oferta aumentou 1,5%. O fator de aproveitamento dos voos ficou em 81,42% para o período, aumento de 1,40 ponto percentual. No total, foram transportados 81,8 milhões de passageiros nos voos dentro do País, uma expansão de 2,68% sobre o ano anterior.

A participação do mercado doméstico no acumulado de 2017, até novembro, fica dividido em 36,17% da Gol; 32,84% da Latam; 17,97% da Azul e 13,02% da Avianca Brasil

RECUPERAÇÃO ECONÔMICA COMEÇA NA AVIAÇÃO

"Aproveitando as lições da disciplina empreendida durante o recente período de crise, o setor aéreo tem sido um dos primeiros a aproveitar o início da retomada econômica do País, recuperando e trazendo novos clientes para dentro dos aviões", afirmou a Abear em comunicado.

O aproveitamento, segundo a entidade, se comprova nos números da Anac e da ANTT, que apontam que até junho o transporte aéreo foi o meio de preferência de 69% dos passageiros para as viagens interestaduais de longa distância, 4% a mais que os 65% registrados ao longo de 2016.

Em dados mais recentes, foi registrado em setembro o maior volume histórico de demanda para o mês; o setor teve ainda em outubro e novembro os segundos melhores valores absolutos do indicador para cada um dos meses. Assim, de acordo com os números da Abear, pode-se dizer que o transporte aéreo doméstico neste ano tem desempenho inferior apenas ao registrado ao longo de 2014.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA