Índia aposta em TI para atender aumento de tráfego aéreo

|

Com projeção de triplicar até 2023, o tráfego aéreo na Índia deve chegar a 450 milhões de passageiros ao ano, segundo relatório elaborado pela Sita, empresa de soluções de TI para o transporte aéreo, e o Centro de Aviação da Índia. O relatório mostra ainda que ferramentas de TI deverão transformar as viagens aéreas, com destaque para a implementação de opções de autoatendimento – 80% dos passageiros entrevistados para elaboração do estudo afirmaram que usariam o autoatendimento, mas apenas 33% sabiam que o aeroporto já oferecia quiosques para isso.

Até o final de 2015, 100% das companhias aéreas planejam oferecer quiosques de autoatendimento para check-in nos aeroportos indianos. Mais de 70% pretendem fornecer serviços de informação, vendas de bilhetes e reservas de voo nesses quiosques e irão oferecer despacho de bagagens feito pelo passageiro. Segundo a Sita, mais de 80% dos passageiros pesquisados possuíam smartphone e 22% tinham tablets.

A Índia é o terceiro maior mercado de mídias sociais do mundo, com o número estimado em 66 milhões de usuários na região urbana. “Apesar das difíceis condições econômicas, o mercado de aviação da Índia é três vezes maior do que era há dez anos e esperamos que o tráfego triplique novamente. A nova tecnologia será um upgrade para os aeroportos e como as companhias aéreas estão se reinventando, os passageiros já aguardam uma experiência mais rápida e personaliza”, acredita o ministro de Aviação Civil da Índia, K.N. Shrivastava.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA