Entenda novas exigências da Venezuela para turistas

|

Começou a valer hoje a nova regra para entrada de visitantes estrangeiros na Venezuela. Segundo determinado pelo Ministério do Poder Popular para o Turismo daquele país, passa a ser “obrigatória a aquisição de um plano de cobertura de serviços médicos e perda ou roubo de bagagem para turistas”. A Resolução 105, de 3 de dezembro, estipulava a data de 18 de dezembro para entrada em vigor da medida, que determina também que o plano contratado tenha duração equivalente ao período de permanência do visitante na Venezuela, e trata dos valores mínimos da cobertura – de 25 mil “derechos especiales de giros”, para o plano de serviços médicos, ou 600 “derechos de giros especiales” no caso das bagagens perdidas ou furtadas.

Segundo a Associação de Agências de Viagens y Turismo da Venezuela (Aavyt), os valores são equivalente aos exigidos no Tratado de Schengen, para entrada de estrangeiros nos países da Europa que assinam o tratado. O decreto do ministério venezuelano ressalta, ainda, que nem as agências de viagens nem os transportadores turísticos internacionais poderão ser responsáveis de forma direta ou solidária pelo pagamento do seguro ou pelos gastos originados por furtos de bagagens ou gastos médicos dos visitantes.

A determinação diz ainda que as empresas provedoras dos planos de cobertura de serviços médicos “devem ser previamente autorizadas pelo Ministério do Poder Popular para o Turismo, devendo garantir ao turista a cobertura de gastos que possam surgir por emergências de saúde ou perda de bagagem em viagens para ou desde o território nacional”. Ontem, a Travel Ace divulgou ser a primeira empresa a oferecer o produto. No site da Travel Ace Venezuela é possível acessar o link para a íntegra do decreto, em espanhol.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA