CRUZEIROS

Titanic ressurge e ganha os mares; viagem será em 2018

Netto Moreira
Alguma semelhança? Desde o casco até os mínimos detalhes, o Titanic II reproduzirá com propriedade a histórica embarcação (Divulgação/Blue Star Line)
O que você acharia de embarcar no Titanic? Não pegue a sua fita VHS empoeirada no fundo do armário e assista, aos prantos, à história de amor de Rose e Jack. Muito menos dê o play pela milionésima vez em My Heart Will Go On para se debulhar em lágrimas. O que parecia insustentável se tornou realidade. O navio mais conhecido da história ganhará os mares novamente... Em uma réplica.

Chamado de Titanic II, o projeto é encabeçado pelo magnata Clive Palmer, que tornou a ideia firme em 2012, coincidentemente no ano de centenário do acidente do transatlântico. O novo navio terá 253,8 metros de comprimento, apenas sete centímetros maior do que o original, para trazer mais estabilidade.

[^cmsVideo cms_id="G9GJDhd_JPo" cms_width="" cms_height=""^]

O “inafundável” cruzeiro será operado pela Blue Star Line, que considera a empreitada uma cópia fiel do Titanic, mas com a segurança e a operação de uma embarcação do século 21. A primeira viagem deve acontecer entre China e Dubai, prevista apenas para 2018.

O Titanic II terá capacidade para comportar 2.435 passageiros em três classes: primeira, segunda e terceira. Áreas sociais, salas de jantar com a inesquecível escadaria, sala para fumantes, café parisiense, entre outros.

E quem não se lembra da discriminação social, segundo o filme de James Cameron, com o choque de classes? A empresa ainda estuda a possibilidade de os passageiros poderem adentrar todas as aéreas do navio.

Momentos antes de o navio partir ao meio, mulheres e crianças – e milionários – se espremiam em botes para sobreviverem ao desastre. Para evitar problemas no Titanic II, o cruzeiro será equipado com barcos para salvar até 2,7 mil pessoas. O acidente vitimou 1,5 mil passageiros.

Se bateu a vontade de viajar agora mesmo, segure um pouco a emoção. Os bilhetes ainda não estão disponíveis para venda.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

As mais lidas agora