Brasil x Cassinos pelo mundo: Charlevoix (Canadá)

|

Você é a favor ou contra a legalização dos jogos de azar no Brasil? Foi pensando nessa questão que criamos a nova série dos Originais PANROTAS. Cada capítulo apresentará cassinos consagrados ao redor do mundo sem deixar de lado informações sobre o processo de legalização dos jogos em nosso País. O objetivo é um só: mostrar como a observação de modelos notáveis pode ajudar na discussão desse tema tão polêmico. Acompanhe!

Após apresentar o Enjoy Conrad Punta del Este Resort & Casino (Uruguai), o Atlantis Paradise Island (Bahamas) e discutir a indústria de cassinos em Las Vegas, chegou a vez de falar sobre o Charlevoix, localizado em Quebec, no Canadá. O Charlevoix é o último case desta série, mas antes dos detalhes, vamos às informações da regulamentação dos jogos de azar no Brasil.

Divulgação
O Charlevoix fica à beira do rio St. Lawrence

OUTRA CARTADA
A primeira investida concreta de Henrique Alves frente ao novo governo federal foi a entrega do estudo que coloca a situação dos cassinos pelo mundo como argumento para conquistar a legalização da modalidade em solo brasileiro. Desenvolvida pelo grupo técnico dos ministérios do Turismo, Planejamento, Fazenda, Casa Civil e Justiça, a pesquisa chegou às mãos do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e ao chefe de gabinete da PGR, Eduardo Pelela, no último dia 23.

Emerson Souza
Ministro iniciou processo pela regulamentação dos cassinos

“A atividade dos cassinos está vivenciando uma expansão substancial mundo afora. Muitos governos têm visto os cassinos como uma forma de fomentar e incrementar o turismo, gerar empregos e divisas”, alegou Alves. “Nossa intenção hoje aqui foi mostrar o estudo para o procurador-geral e ouvir dele as críticas e sugestões para que o processo possa começar a ser examinado dentro do novo governo”, completou.

O levantamento reafirma que o Brasil está entre os 24% dos países da ONU que não têm o jogo legalizado e aponta sugestões de controle e governança dos jogos, como a criação de uma agência reguladora.

CANADÁ E QUEBEC
Divulgação
10,4 mil brasileiros chegaram a Quebec no último ano

O país norte-americano registrou 18 milhões de visitantes internacionais no ano passado. Desse montante, 112 mil turistas eram brasileiros e contribuíram para a movimentação de US$ 17 bilhões em 2015.

Quebec é o endereço do Charlevoix e também guarda cassinos como Montréal, Du Lac-Leamy e Mont-Tremblant. Em 2015, mais de 10 milhões de pessoas desembarcaram no Estado, sendo 10,4 mil vindas do Brasil, um valor 13% menor do que o constatado em 2014. Os dados são do Loto-Quebec, órgão responsável pelo funcionamento e desenvolvimento dos quatro cassinos da província.

O CASSINO
Divulgação

Foi em julho de 1994 que as portas do Charlevoix Casino se abriram pela primeira vez. O empreendimento foi criado na antiga casa de espetáculos Manoir Richelieu''s, se juntou ao Fairmont Le Manoir Richelieu Hotel em 1999 e hoje oferece mais de 20 opções de jogos.

A conselheira de comunicação do Loto-Quebec, Marilaine Bolduc-Jacob, afirmou que nos últimos três anos o cassino tem recebido uma média anual de 825 mil visitantes. “Em julho de 2015, totalizamos 21 milhões de visitantes desde o lançamento do Charlevoix”, celebrou.

A demanda tornou o Charlevoix em uma das maiores empresas de Quebec. Segundo Marilaine, o empreendimento gera 300 postos de trabalho direto e chega aos 750 se os funcionários do complexo hoteleiros forem considerados.

Divulgação/Loto-Quebec
Marilaine Buldoc é conselheira do Loto-Quebec

“Em 2012, por exemplo, o cassino atraiu cerca de 250 mil turistas, que geraram mais de US$ 55 milhões em dólares para a região de Charlevoix e US$ 17 milhões para os cofres públicos federais e locais”, lembrou a conselheira. O investimento em marketing é um dos motivos para o sucesso do cassino canadense. De acordo com Marilaine, US$ 700 mil são dedicados ao setor por ano.

ESTRUTURA
Divulgação

Quem vai até a casa encontra cerca de 800 slots machines e 20 mesas de jogos, dois bares e uma bela vista panorâmica para o rio St. Lawrence. Com classificação cinco estrelas, o hotel adjacente conta com 405 quartos e capacidade para acomodar até mil pessoas. O complexo ainda inclui spa, clube de golfe e quatro restaurantes renomados mundialmente.

“Em breve, iremos implantar um plano para diversificar as experiências do visitante que escolhe o assino. A ideia é adicionar jogos, simuladores e ampliar a oferta gastronômica”, revelou Marilaine.

SUPERVISÃO
Entre as responsabilidades do Loto-Quebec, estão medidas concretas para a prevenção do jogo compulsivo. O órgão tem programas para promover o jogo responsável, que inclui assistência para jogadores e familiares a fim de que “o jogo continue a ser apenas um jogo”.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA