Agência do futuro: Turismo não pode resistir às mudanças

|


Emerson Souza
José Carlos Barreto mediou o debate sobre as dificuldades de apostar em mudanças no Turismo
José Carlos Barreto mediou o debate sobre as dificuldades de apostar em mudanças no Turismo
CAMPO GRANDE - Na tarde desta terça-feira (18), o encerramento do Next contou pela segunda vez com o debate conceito Agência do Futuro. O evento, promovido pela PANROTAS no Novotel da capital sul-mato-grossense, debateu as principais tendências do mercado do Turismo, focando na evolução dos profissionais em busca pelo entendimento do futuro do segmento. Isso tudo pôde ser discutido com base na resolução de problemas da atualidade, e contou com a participação dos mais de 40 participantes da plateia.

Mediador do debate, José Carlos Barreto, da Mottor, estimulou o público ao questionar quem possuía hábitos que deveriam mudar. "A partir do momento em que você admite que não está certo e entende isso, só aí é que você consegue enxergar o que precisa ser melhorado ou até mesmo mudado", aponta Barreto.
Emerson Souza
Cada participante preencheu uma tabela própria com as principais problemáticas de seu negócio
Cada participante preencheu uma tabela própria com as principais problemáticas de seu negócio

O debate ainda contou com uma experiência personalizada para cada membro da plateia. Planilhas foram distribuídas e preenchidas individualmente com objetivos, mudanças e outros fatores levantados pelo mediador e os palestrantes sobre as alterações no mercado turístico.

Quem também participou do debate foram os palestrantes Maria Camilla Alcorta, sócia da Ideas4brand, e Alexandre Cordeiro, fundador do Travel Tech Hub. Depois de falarem sobre os temas de relacionamento com o cliente e tecnologia, respectivamente, eles também deram suas opiniões sobre o assunto da tarde.

"A ideia, na cabeça, é apenas mais um pensamento. Tenham ideias, mas executem-nas! Isso faz toda a diferença", exalta Cordeiro ao falar da importância de se tomar uma decisão. Ele ainda aponta meios que podem ajudar na hora de tirar uma ideia do papel. "Há diversas ferramentas, métodos e até aplicativos que auxiliam na hora de estipular metas para tê-las sempre à mão e tentar atingi-las."

Maria Camilla, por sua vez, faz uma crítica à resistência das pessoas por mudanças. "Essa relutância tem de cair. Aquela história de 'sempre fiz assim' não funciona mais. Hoje em dia tudo muda muito rápido, e nós temos de nos adaptar", conclui.

Outro que também opinou sobre as mudanças necessárias foi o editor da PANROTAS, Renê Castro. Para ele, o Turismo precisa acreditar mais nessas transformações, mas sempre em ideias com um bom respaldo, estudo e base para não errar. "É preciso ter paciência para implementar os processos. Não há grandes resultados que vêm rápido e sem esforço, mas quando há fundamentação, você tem de insistir."

O Next Campo Grande é realizado pela PANROTAS Editora e conta com patrocínio de Avianca, CEP Transportes, Partenon Operadora, Rextur Advance e Transamerica Hospitality Group.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA