Rodrigo Vieira   |   30/10/2017 09:54

Cabeza de Vaca, Seeds e Itaipu: a Braztoa em Foz; fotos

Cerca de 80 profissionais estão na cidade fronteiriça para o evento, cujo aperitivo iniciou neste domingo com pílulas de conhecimento sobre sustentabilidade no Seeds


Jean Pavão/Braztoa
Operadores e associados visitaram Itaipu Binacional no primeiro dia de convenção
Operadores e associados visitaram Itaipu Binacional no primeiro dia de convenção

A forte de chuva que caiu em Foz do Iguaçu (PR) neste domingo pode até ter interferido na logística, mas não diminuiu a sede de conhecimento dos associados Braztoa presentes na convenção anual da entidade presidida por Magda Nassar. Cerca de 80 profissionais estão na cidade fronteiriça para o evento, cujo aperitivo foi no domingo com pílulas de conhecimento sobre sustentabilidade no Seeds, visita panorâmica à Itaipu Binacional e, por fim, um jantar no Marco das Três Fronteiras, onde participaram de experiência digital que contou a história do explorador espanhol Cabeza de Vaca.

Desde que incorporou de vez a responsabilidade por práticas mais sustentáveis, em 2011, a Braztoa tem atuado cada vez mais intensamente nessas questões, e a gestão de Magda Nassar deu ainda mais destaque no reconhecimento de associados e não-associados que lutam por um Turismo mais correto do ponto de vista ecológico, social, administrativo e ético.

"Porque sustentabilidade não são apenas atividade ambientais, mas todas as práticas que visam a um Turismo mais limpo, justo e que entregue algo às comunidades envolvidas", explica a presidente, sem poupar elogios à equipe Braztoa, principalmente à diretora executiva, Monica Samia. "Incansável, de espírito aguerrido, a alma de todas nossas campanhas, eventos, da interlocução com a esfera pública. Graças a ela a sustentabilidade é levada tão a sério na associação."

SEEDS
"Semeando a Excelência do Desenvolvimento Sustentável" é a extensão para Seeds, que trouxe, no auditório da Itaipu Binacional, pílulas de conhecimento sobre práticas sustentáveis. Em palestras pontuais, algumas referências de sustentabilidade no Turismo brasileiro inspiraram os associados Braztoa para, quem sabe, levarem boas práticas para seus negócios.

O coordenador de Turismo de Itaipu, Jaime Nelson, falou sobre "a maior geradora de energia limpa e renovável do mundo, que gera emprego, renda, divulga o destino e converte todo dinheiro de seu produto turístico a causas sociais". Ele foi endossado por Fabiano Nogueira, atuante no desenvolvimento de atividades turísticas no Sul do País, uma das principais frentes em fazer do PTI, Parque Tecnológico de Itaipu, em produto para o turista. Saiba mais em www.pti.org.br ou fabiano@tpi.org.br.

Ronald Sanabria, da Rainforest Alliance, esclareceu que não se pode mais ser competitivo no Turismo mundial, seja destinos, operadoras, companhias aéreas ou qualquer outro nicho de atuação, sem práticas sustentáveis. O especialista pediu união dos players, até mesmo os concorrentes, para fins sustentáveis. Uma dica que ele deu é não jogar o termo "sustentabilidade" de cara ao público final, que pode não entender muito bem sua abrangência. "Usem sinônimos como segurança, acessibilidade, salubridade, belezas naturais e até felicidade, pois tudo isso é sustentabilidade", afirmou o consultor, que atende no rsanabria.consultant@ra.org.

Por fim, representando o Ministério do Turismo, a coordenadora geral de Turismo Responsável Isabel Barnasque concluiu o Seeds abordando o projeto Mares Limpos, que previne a poluição dos oceanos, principalmente de resíduos plásticos, por meio da conscientização de empresas e dos cidadãos. Isabel ainda falou sobre outros temas críticos, como a falta de consciência do próprio consumidor da gestão inadequada de lixo e até da ausência de educação de consumo consciente. E-mail: isabel.barnasque@turismo.gov.br

Jean Pavão/Braztoa
Forte não tirou o bom humor no Marco das Três Fronteiras
Forte não tirou o bom humor no Marco das Três Fronteiras

ITAIPU E CABEZA DE VACA

Após a série de palestras, os participantes da convenção fizeram visita panorâmica à icônica usina de Itaipu, na qual aprenderam diversos fatos econômicos, políticos, históricos e técnicos sobre o equipamento. Quando a noite (e a forte chuva) chegou, foi hora do jantar no revitalizado Marco das Três Fronteiras, onde aprenderam sobre a história do explorador Cabeza de Vaca, o primeiro europeu a "descobrir" as cataratas do Iguaçu, e encerraram o domingo mais ricos de informações sobre a história de Brasil, Paraguai e Argentina.

A segunda-feira é de agenda cheia no Hotel Recanto Cataratas, onde estão hospedados os associados. Terá o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade, o balanço do ano, entre outras atividades.

Veja fotos no álbum a seguir.

O Portal PANROTAS viaja a convite da Braztoa


Tópicos relacionados

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

Mais notícias