Livro conta a trajetória de Armindo Dias (Royal Palm) | Inaugurações | PANROTAS
INAUGURAÇÕES

Livro conta a trajetória de Armindo Dias (Royal Palm)

Netto Moreira
A família Dias: Camila, Fátima, Célia, Armindo, Cristina e Antônio
CAMPINAS - A vida de Armindo Dias se transformou em livro. A história do presidente do Grupo Arcel, que detém o Royal Palm Hotels & Resorts, a concessionária de veículos Tempo, a agência MKT Contemporâneo e empreendimentos imobiliários, agora pode ser conhecida nas 400 páginas da obra Armindo Dias – uma vida dedicada a Deus, à família e ao trabalho, assinada por Elias Awad e editada pela Novo Século.

O livro foi apresentado pela família: a esposa Célia Dias e os filhos Fátima, Cristina, Camila e Antônio. Camila foi a porta-voz e destacou a vontade de que a história de Armindo inspire outras pessoas. “Duas coisas são marcantes nele: o otimismo e a capacidade de transformar, que se mantêm inalterados”, destaca.

Camila diz que o lançamento do livro é ainda mais emocionante já que a família acompanhou cada momento. “Nós não nascemos na condição que temos hoje. Enfrentamos dificuldades... Estivemos juntos nas preocupações e nas conquistas. O principal, entretanto, é que o livro inspire mais pessoas que também buscam seus sonhos, mas cada um buscando sua fórmula para isso”, frisa.

Awad diz que foram mais de 100 horas de entrevistas com quase uma centena de pessoas. “O mais marcante do Armindo é que ele ainda enxerga o Brasil como o País das oportunidades”, pondera.

Empreendedor nato, Dias deixou a lavoura de sua pequena aldeia em Portugal em 1956, para construir uma história reverenciada em Campinas - cidade que escolheu para viver - e hoje, pela grande parte do empresariado brasileiro. À pergunta de praxe, Armindo responde rápido: “o segredo é muito trabalho... quer mais sucesso? Acorde uma hora mais cedo para trabalhar”, diz.

Sua história no Brasil começou com uma representação de produtos alimentícios na Bahia. Em 1964 chegou a Campinas e abriu a Doces Campineira que, três décadas mais tarde, tornou-se líder do setor com a marca Triunfo.

“Quando comprei a fábrica, a produção era de dez toneladas de biscoitos por dia. No início dos anos 1990, saíam dos fornos 300 toneladas diariamente, o que nos levou à primeira colocação do setor”, lembra o empresário. Em 1997, aos 65 anos, Armindo Dias decide vender a Triunfo e comprar o Royal Palm Plaza, um pequeno hotel às margens da rodovia Anhanguera e também adquire a concessionária de veículos Tempo. Nasce a holding Arcel (junção dos nomes Armindo e Célia – a matriarca da família).

Do alto de mais de oito décadas de experiência de vida, o senhor Armindo, como é chamado, relata com orgulho que não existe idade para começar ou recomeçar um negócio. “É tudo uma questão de querer vencer na vida. A idade não influencia”, aconselha. Para ele, o empreendedor é um homem que acredita no que faz. “Os riscos sempre existem, mas quando se trabalha com objetivos claros, as chances de vencer são muito grandes”, ensina.

(Vera Marcelino, especial para o Portal PANROTAS)
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA