Em Canela, secretário quer modelo europeu de promoção

|

Divulgação/Secretaria de Canela
Estreante no posto, o secretário de Turismo, Esporte e Lazer de Canela, na Serra Gaúcha, Ângelo Sanches encara os próximos anos como uma “missão” e não propriamente como um “desafio” por saber o que deve ser feito. Em entrevista ao Portal PANROTAS, o dirigente, que assumiu sob a gestão do prefeito Constantino Orsolin (PDMB), falou sobre seus principais projetos.

Praticamente uma cidade-irmã de Gramado, Canela desponta como um dos principais destinos de inverno no Brasil. Mas Sanches quer mais. “Não pretendemos somar forças só com Gramado. Queremos criar um roteiro único. Não precisamos dizer que um é melhor que o outro. Queremos envolver São Chico, Caxias [do Sul], Farroupilha, Garibaldi, Carlos Barbosa, quem quiser somar”, disse ele.

De acordo com ele, a criação de produtos no modelo europeu será a base de uma promoção conjunta. “Pode-se tomar Portugal como exemplo. Hoje, ninguém vai mais só para a capital [Lisboa], como se explora cidades menores e do interior”, continuou. “Temos uma beleza única capaz de tornar a Serra Gaúcha um dos destinos mais visitados do Brasil e da América do Sul”, completou.

EVENTOS
Divulgação/Secretaria de Canela
Na conversa, que aconteceu durante a abertura do Rodeio Internacional de Canela, Ângelo Sanches destaca os esforços da Secretaria de Turismo para promover mais e maiores eventos ao longo do ano. O órgão se aproximará também de instituições do trade e de associações comerciais e culturais para fomentar a indústria cultural.

O festival de páscoa, por exemplo, acontecerá em todo o mês de abril. O Festival Estadual de Teatro (Fest), que acontecia em Porto Alegre, passará a ser em Canela e irá descentralizar, ou seja, chegará em bairros menores e mais afastados da cidade. O Sonho de Natal, que completa 30 anos em 2017, terá sua marca lançada em fevereiro, garante o secretário.

Para quem busca fechar o ano com 38% a mais de turistas, número que, segundo Sanches, foi projetado com base em dados de 2010, pois 2016 foi “catastrófico”, a secretária de Canela quer envolver toda a população. “Vamos fazer com que o canelense volte a acreditar na sociedade, ele é o nosso principal ‘pote de ouro’. O Turismo é a mola propulsora de qualidade de vida e [o cidadão] precisa voltar a acreditar no município”, finalizou.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA