Fastbooking, da Accor, chega a 60 hotéis brasileiros

|

Jhonatan Soares
Henrique Campolina, Guillaume de Marcillac e Francis Louis Passerini, da Fastbooking, em frente ao hotel Ca’d’Oro, em São Paulo, que integra market place da Accor
Henrique Campolina, Guillaume de Marcillac e Francis Louis Passerini, da Fastbooking, em frente ao hotel Ca’d’Oro, em São Paulo, que integra market place da Accor

Subsidiária da Accor Hotels especializada em soluções digitais e de distribuição para hotéis independentes, a Fastbooking chegou ao Brasil em novembro do ano passado e está obtendo resultados com velocidade: em quatro meses, 60 hotéis independentes entraram para o marketplace da rede francesa e são distribuídos pelo seu site.

O objetivo da empresa é chegar a 200 hotéis até o final de 2017, explica o diretor para o Brasil, Henrique Campolina.

O co-CEO da Fastbooking, Guillaume de Marcillac, destaca que o importante para a empresa é atrair hotéis de qualidade e que ofereçam um complemento à oferta da própria Accor. “Estamos indo passo a passo, vamos aprender com esses primeiros 200 hotéis, ganhar feedback e então decidir o virá em seguida”.

Segundo os executivos, a ideia da Fastbooking não é canibalizar o mercado da Accor, mas oferecer mais opções para quem entrar no site da hoteleira. “Estamos trazendo mais reservas para todos”.

Os hotéis independentes permanecem com suas marcas e administrações, e não precisam efetuar mudanças. Eles são escolhidos com base na localização e em comparação com a oferta de hotéis da Accor naquela região, bem como sua classificação no Tripadvisor. Os hotéis que optarem por aderir ao marketplace pagam comissão de 14% na reserva em 2017, porcentagem que subirá para 16% em 2018. Não há taxa de entrada. Uma vez dentro do market place, são distribuídos pelo site da Accor.

Os hotéis que aderirem ao marketplace também podem fazer parte do programa de fidelidade da hoteleira, o Le Club (mediante acréscimo de 6% na comissão). Os clientes desses hotéis ganham pontos Le Club, mas só poderão gastá-los em hotéis da rede Accor.

BRASIL
No Brasil, a Fastbooking tem uma lista de 30 cidades prioritárias para busca de hotéis independentes. Em São Paulo, o recém-renovado Ca'd'Oro entrou para a lista. O Grand Marquise, de Fortaleza, também entrou para a rede de distruição.

Outros destaques são o Costa do Sauipe Premium, na Bahia, Nomma Hotel, em Curitiba, Vila Santa, em Búzios, a rede Deville e o Ponta dos Ganchos Exclusive Resort, em Florianópolis.

“Os hotéis não podem depender somente dos agentes de viagens e das OTAs para vender, eles precisam pensar na venda direta”, afirmou o co-CEO da Fastbooking.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA