DISTRIBUIÇÃO

Fairmont chega a Copacabana para ser referência em luxo


Divulgação/Accor Hotels
Fairmont Copacabana seguirá essa projeção
Fairmont Copacabana seguirá essa projeção

O primeiro hotel com a bandeira Fairmont no Brasil acaba de ser anunciado. A Accor Hotels decidiu substituir o Sofitel Copacabana, no Rio de Janeiro, pela marca. A conversão será concluída após 14 meses de obras, que começam ainda em maio. A propriedade está fechada até lá. A intenção é fazer do novo Fairmont uma referência para o Rio de Janeiro, "como é o The Savoy, em Londres, e o The Plaza, em Nova York". Vale lembrar que, também em Copacabana, o Hilton instalou recentementesua segunda unidade carioca, substituindo o Windsor Atlântica.

“A Accor Hotels adquiriu a FRHI Hotels & Resorts e suas três marcas de grande prestígio em 2016: Fairmont, Raffles e Swissôtel. É uma honra inaugurar o primeiro Fairmont da região no Brasil. Localizado em um dos pontos nobres do Rio de Janeiro, o hotel certamente trará ainda mais visibilidade para a orla carioca, atraindo turistas do mundo inteiro”, destaca o CEO Accor Hotels América do Sul, Patrick Mendes.


Divulgação/Accor Hotels
Projeção de um dos ângulos do lobby
Projeção de um dos ângulos do lobby

O hotel manterá os 400 quartos do Sofitel, além de um centro de convenções com 800 lugares. Ele se diferenciará da concorrência, segundo a Accor, principalmente pelo design, gastronomia e lançamento de tendências. "O novo Fairmont refletirá a alma carioca em seus ambientes. A reforma completa trará também uma nova área de piscina, com lounges privativos e vista para a praia de Copacabana. O novo spa de alto luxo terá suíte vip privativa, além de cabines individuais e para casais", aponta a rede francesa.


Divulgação/Accor Hotels
Patrick Mendes, CEO da Accor América do Sul
Patrick Mendes, CEO da Accor América do Sul

Entre 2012 e 2016, a Accor Hotels fez 25 inaugurações na cidade do Rio de Janeiro, elevando de oito para 32 o número de hotéis do grupo no Estado. No Brasil, a empresa segue o mesmo ritmo de crescimento. Dos 289 hotéis em operação na América do Sul, 252 estão no País. Até 2020 a meta é atingir 500 hotéis na região.

Na Europa, há 13 quartos para cada dez mil habitantes. Nos EUA, são 18. No Brasil, a média é de 2,1 quartos. Aqui, mesmo as maiores cidades possuem poucas opções de hospedagem de luxo”, justifica Mendes. "Estes investimentos deverão fazer da Accor Hotels o maior player do setor em luxo."

FAIRMONT
O portfólio Fairmont conta com 70 hotéis no mundo, em 22 países. Em 2017, a marca completa 132 anos desde sua primeira inauguração, em 1885, nas Bermudas. Ao longo desta trajetória, diversos Fairmont já foram palcos de momentos históricos, como o encontro entre Winston Churchill, Franklin Roosevelt e William Lyon Mackenzie, em 1943, no Fairmont Le Château Frontenac, no Canadá, e o famoso protesto pacífico contra a guerra e a favor da paz feito por John Lennon e Yoko Ono, no Fairmont The Queen Elizabeth, em 1969, também no Canadá. O primeiro Fairmont no Oriente Médio foi aberto em 2002, em Dubai. Agora, é a vez da América do Sul, região com grande potencial na visão da Accor.

O projeto do Fairmont em Copacabana será realizado pela arquiteta Patricia Anastassiadis "e priorizará espaços com design que proporcionem bem-estar, conforto e percepção de exclusividade".

Divulgação/Accor Hotels
Projeção do Gold Lounge do Fairmont
Projeção do Gold Lounge do Fairmont


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA