Econonomia compartilhada deverá valer US$ 40 bi até 2022

|

Pixabay
Só em 2017, são esperados mais de 5,3 propriedades alugadas utilizando o Airbnb
Só em 2017, são esperados mais de 5,3 propriedades alugadas utilizando o Airbnb
Não é de hoje que o conceito de economia compartilhada vem tomando forma e conquistando um espaço considerável nos mais diversos setores, a exemplo de Airbnb e Uber, e o futuro parece ser ainda mais promissor. De acordo com um estudo realizado pela empresa de consultoria Juniper Research, a economia compartilhada deverá representar 40,2 bilhões de dólares até 2022, um crescimento de 116% em relação à atualidade: 18,6 bilhões de dólares.

A Juniper aponta o Airbnb como principal player do setor de espaço privado. Só neste ano, a consultoria espera que o 5,3 milhões de propriedades sejam "alugadas" por meio do serviço ao redor do mundo todo. Nomes menores do setor, como o Homeaway, recém adquirido pela Expedia, e a chinesa Tujia.com, não aparecem no estudo. Já no ramo de transportes, ainda não há quem se aproxime do Uber.

Outra gigante da consultoria, a britânica PWC também apresentou expectativas otimistas baseadas em números para a economia compartilhada. É esperada uma movimentação de 160 milhões de dólares apenas no Reino Unido com esse tipo de serviços nos próximos oito anos.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA