ECONOMIA E POLÍTICA

Cruzeiros e aéreas se preparam para furacão nos EUA

Reprodução/Nasa
As operações de cruzeiros e da aviação civil norte-americana poderão sofrer ajustes diante da proximidade de um furacão de grandes proporções nos próximos dias. Meteorologistas anunciam a possibilidade do furacão Harvey promover uma das maiores tormentas dos últimos dez anos no sul do Estado do Texas.

Esperado para a noite desta sexta-feira ou para o sábado, o Harvey deverá entrar em solo americano pela cidade de Corpus Christi, na costa texana do Golfo do México. Há a possibilidade, segundo autoridades, que uma área considerável do sul do Texas possa entrar em estado de emergência.

À Associated Press, o diretor do National Weather Service, Louis Uccellini, afirmou que será “uma tempestade muito perigosa”. “O Harvey possui todos os ingredientes necessários para se intensificar. E notamos que essa intensificação tem acontecido rapidamente”, complementa.

As companhias aéreas que operam na região já se mobilizam para atenuar os problemas que passageiros sofrerão. A Delta Air Lines, por exemplo, não está cobrando taxas de remarcação para mudança de voos nos aeroportos de Houston, Austin e San Antonio entre sexta-feira e sábado.

A política de renúncia de tarifas da United Airlines cobre voos de Beaumont/Port Arthur, Brownsville, College Station, Corpus Christi, Harlingen e McAllen. A Southwest Airlines, Spirit, Jet Blue e Frontier adotaram medidas similares.

CRUZEIROS
Neste final de semana, a Carnival Cruise possui uma saída do porto de Galveston – próximo de Houston e a 350 quilômetros ao norte de Corpus Christi. A armadora afirmou estar monitorando a evolução do furacão Harvey e segue avaliando “o itinerário planejado e o potencial impacto em nossas operações em Galveston neste final de semana”.

A Royal Caribbean ainda não definiu suas ações diante da iminente chegada do Harvey. A companhia também é aguardada no porto de Galveston, no domingo, para realizar manobras com seu Liberty of the Seas.


*Fonte: Travel Mole

conteúdo original: http://bit.ly/2xywyX8
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA