Argentina supera Brasil em turistas estrangeiros

|

PANROTAS / Emerson Souza
Buenos Aires é o principal portão de entrada do turismo internacional na Argentina
Buenos Aires é o principal portão de entrada do turismo internacional na Argentina
A presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, comemorou os resultados do turismo internacional em seu país no ano passado, durante a apresentação do Plano de Marketing Turístico 2012-2015. Segundo os números destacados, o destino recebeu 5,76 milhões de visitantes estrangeiros, tornando-se o primeiro país em visitantes internacionais na América do Sul. Em 2011, o Brasil recebeu 5,4 milhões de turistas estrangeiros, ou 5,3% mais que no ano anterior.

A apresentação do plano de marketing contou com a presença do secretário geral da Organização Mundial do Turismo (OMT), Taleb Rifai, e do presidente do WTTC, David Scowsill, que assinaram juntos uma Carta Aberta conclamando os líderes globais a apoiarem o turismo como mecanismo de desenvolvimento econômico. “A chegada de turistas estrangeiros na Argentina quase dobrou na última década, fazendo do país o mais visitado na América do Sul, com o turismo internacional respondendo por US$ 5 bilhões em exportações anualmente”, disse o secretário geral da OMT.

“A indústria de viagens e turismo da Argentina tem contribuição importante na economia nacional e é um caminho poderoso de desenvolvimento do território, considerando sua capacidade de gerar empregos decentes e sustentáveis em todo o país”, disse a presidenta Cristina. Ela mencionou o desenvolvimento econômico, com inclusão social e conservação do patrimônio, como pontos-chave na política de turismo da Argentina. “Estamos direcionados ao objetivo de nos tornarmos destino de referência na América do Sul pela nossa diversidade e qualidade de fornecedores, baseado no desenvolvimento dos ambientes e na identidade de nossa gente”, completou Cristina.

Embora o Brasil tenha recebido número menor de turistas estrangeiros no ano passado, a receita gerada por esses visitantes foi superior ao resultado alcançado na Argentina, chengdo a US$ 6,7 bilhões.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA