TURISMO

Rio 2016 e Pnuma lançam Passaporte Verde; entenda

Netto Moreira
Carlos Artur Nusman (presidente da Rio 2016), Samyra Crespo (presidente do Instituto de Pesquisas do Jardim Botânico do Rio de Janeiro), Denise Hamú (representante do Pnuma) e Tânia Braga (gerente geral de Sustentabilidade, Acessibilidade e Legado do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio 2016)
O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) lançaram hoje, no Rio de Janeiro, a campanha Passaporte Verde. O objetivo é incentivar o turismo responsável através de ideias simples, propostas de experiências autênticas e valorização das boas práticas.

A campanha dispõe de uma plataforma on-line que propõe ao turista dicas simples de como causar menos impacto durante sua visita e preencher os momentos de lazer e férias com roteiros sustentáveis. A edição 2016 oferece roteiros atualizados da cidade do Rio de Janeiro e mantém no ar todos os 80 roteiros desenvolvidos em parceria com as secretarias de turismo e de meio ambiente das cidades-sede da Copa 2014.

O Passaporte Verde faz parte da estratégia de Produção e Consumo Sustentáveis do PNUMA no Brasil. Para a representante da agência da ONU no Brasil, Denise Hamú, a campanha aproveita a relevância mundial do setor do turismo para estimular práticas responsáveis por parte dos consumidores e das empresas.

Para o presidente do Comitê Rio 2016 , Carlos Arthur Nuzman, o Rio de Janeiro será o coração do mundo em 2016 e os Jogos serão os responsáveis por isso. “Então vamos engajar a sociedade para cuidar da nossa cidade como se fosse a segunda casa deles”, acrescentou.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA