Guilherme Paulus: “Precisamos ver os números do setor” | Turismo | PANROTAS
TURISMO

Guilherme Paulus: “Precisamos ver os números do setor”

Emerson Souza
O fundador da CVC e presidente do GJP, Guilherme Paulus
O fundador da CVC e presidente do GJP, Guilherme Paulus
“O Turismo no Brasil é muito novo”, disse o fundador da CVC, Guilherme Paulus, durante o Lamec 2017, realizado ontem (6), em São Paulo. Segundo Paulus, o trabalho do Convention Bureau precisa ser melhorado a cada dia e deve procurar independência do governo. “Temos que cobrar os impostos que nós pagamos a ele, receber uma prestação de conta e saber onde e como ele está sendo investido. “

Os números do setor precisam ser vistos e o que é gerado de receita tem de ser cobrado. Assim, o País terá um turismo mais forte. O Brasil tem hoje grandes redes de hotéis e condições de ter um trabalho sério. Mas Paulus vê uma deficiência na base educacional. “Os cursos nas faculdades de Turismo praticamente acabaram. Temos muitas poucas escolas de hotelaria. Como faz para aprender? Cabe a nós reivindicar isso”, cravou.

Ainda de acordo com o presidente da GJP, o profissionalismo nos CVB mudou. Hoje, eles são motivo de orgulho, mas cabe também aos profissionais do mercado agir. “A Embratur tem que fazer, o governo tem que fazer e nós também. Temos que levantar e trabalhar”. Paulus garantiu também que vai continuar fazendo o que faz pelo setor. “Enquanto eu tiver saúde, vou continuar trabalhando com turismo”, finalizou.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA