Movida

Janize Colaço   |   17/03/2017 16:29

Sea World e Tamar fazem parceria em projeto ambiental

O programa de arrecadação já tem o seu primeiro parceiro no Brasil: o projeto Tamar

Jhonatan Soares
Marjorie Schroeder, gerente de Relações Públicas, Maria Pazmiño, gerente de Comunicação Corporativa, Jim Kinsler, gerente de Aquários, Bill Street, curador corporativo de Conservação e Educação, e Neca Marcovaldi, coordenadora de Pesquisa e Conservação do Tamar
Marjorie Schroeder, gerente de Relações Públicas, Maria Pazmiño, gerente de Comunicação Corporativa, Jim Kinsler, gerente de Aquários, Bill Street, curador corporativo de Conservação e Educação, e Neca Marcovaldi, coordenadora de Pesquisa e Conservação do Tamar

O Sea World Parks & Entertainment acaba de anunciar uma novidade em prol da preservação da vida selvagem no Brasil: o "Curtir e Preservar". O projeto, de acordo com a empresa, é um programa de arrecadação de fundos diretamente relacionado à venda de produtos extras do parque temáticos no mercado brasileiro e já tem o seu primeiro parceiro, o projeto Tamar.

Em coletiva realizada hoje, em São Paulo, o curador corporativo de Conservação e Educação do parque, Bill Street, afirmou que é possível ajudar o projeto com ações simples, como doações diretas e compra de produtos opcionais ao ingresso, como planos de refeição, corta filas e tours.

Ainda segundo ele, todo o valor arrecadado será destinado a projetos brasileiros que apoiam a preservação de espécies na vida selvagem. "O Projeto Tamar foi o primeiro escolhido no Brasil por compartilhar também dos nossos valores, que são a preservação ambiental e questões sociais", destacou Street.

A coordenadora de Pesquisa e Conservação do Tamar, Neca Marcovaldi, ainda explicou que o contato com o parque temático teve início há cerca de quatro anos. Ainda segundo ela, o acordo permite a troca de ajudas e conhecimentos, além de viabilizar um fundo que auxiliará também os mais de 1,8 mil funcionários do projeto, em uma área que se estende por 1,1 mil quilômetros do litoral brasileiro.

"Qualquer sinergia que possa tratar da sustentabilidade e de questões sociais, como a educação e a geração de empregos, são exemplos práticos da conservação ambiental e o Projeto Tamar abraça esses pontos", argumenta Neca, que disse acreditar no melhor desenvolvimento do projeto com a nova parceria.

COMO FUNCIONA
O "Curtir e Preservar" é um programa destinado exclusivamente para o Brasil. As vendas feitas por operadoras e agências de viagens, selecionadas do Sea World Parks no Brasil, serão computadas para a arrecadação do projeto. Segundo os representantes do parque temático, produtos extras são para estes canais de vendas uma oportunidade de agregar mais valor à viagem do passageiro e oferecer experiências e benefícios importantes para seus clientes, além, claro, de ser mais uma oportunidade de negócio complementar à venda dos ingressos.

Os produtos extras considerados no programa são: Quick Queue Limited Busch Gardens Tampa; Quick Queue Unlimited Busch Gardens Tampa; Quick Queue Unlimited Sea World Orlando; All-day Dining Deal Sea World Orlando; All-Day Dining Deal Busch Gardens Tampa; Dine with Shamu Sea World Orlando e Serengeti Safari Busch Gardens Tampa.

Tópicos relacionados

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

Mais notícias