Novo secretário fala de continuidade no MTur este ano

|

PANROTAS / Emerson Souza
O novo secretário nacional de Políticas de Turismo do Ministério do Turismo, o jornalista e deputado federal, Júnior Coimbra
O novo secretário nacional de Políticas de Turismo do Ministério do Turismo, o jornalista e deputado federal, Júnior Coimbra
BRASÍLIA - No cargo há apenas uma semana, o novo secretário nacional de Políticas de Turismo do Ministério do Turismo, o jornalista e deputado federal Júnior Coimbra, falou ao Portal PANROTAS, em entrevista na sede do ministério, que este é um momento de administrar crises e dar continuidade a projetos que já vinham sendo tocados. O MTur aposta na força política do ministro Henrique Eduardo Alves para conseguir alternativas ao corte de orçamento e a aprovação de medidas como a flexibilização do visto para estrangeiros no ano olímpico.

"Vamos dar sequência ao que estava planejado, vamos participar dos grandes eventos, como a Abav e Gramado, mas também administrar as dificuldades. O Conselho Nacional do Turismo ainda não se reuniu este ano e queremos retomar essa agenda logo", disse Júnior Coimbra, que é do Estado do Tocantins, que tem sólida carreira política no seu Estado natal e em Brasília (desde 2011). Coimbra também ainda não se reuniu com os secretários do Fornatur, mas já se encontrou com o presidente Jaime Recena, que é secretário de Turismo do DF, para alinhar um cronograma de atividades conjuntas. Mas em uma semana demonstra grande interesse em conhecer e se aprofundar na indústria do turismo.

A Olimpíada e a eliminação dos vistos (ou flexibilização) durante o ano olímpico são prioridade do MTur. "Vamos realizar no final de agosto um grande evento em Brasília, reunindo secretários de Turismo, prefeitos das 300 cidades que receberão a tocha olímpica e todo o trade para mobilizarmos o turismo. Essas cidades precisam fazer eventos para quando a tocha passar, movimentando o turismo", contou o secretário. O evento tem data tentativa de 28 de agosto e é uma das prioridades do ministro Alves.

Nesta quarta-feira, 15, Coimbra representa o MTur na audiência pública que vai debater na Câmara dos Deputados a questão dos vistos. "Temos que equilibrar a conta do turismo. Um país como o Brasil não pode receber pouco mais de seis milhões de turistas. Se continuar assim não chegaremos à meta de dez milhões em 2022".

Júnior Coimbra promete, ainda, mostrar neste evento em Brasília e na Abav 2015 as primeiras ações da nova gestão do MTur, incluindo campanhas de divulgação. Projetos já existentes, como o #partiubrasil, continuam, mas ele revelou que há ambições maiores no ministério, desde pesquisas até o estudo para uma nova marca que represente o turismo brasileiro.

"Entramos em agosto no ano olímpico e o Turismo vai dar grande ênfase aos Jogos Rio 2016", garantiu.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA