Justiça cassa liminar e CNC volta a atuar no Turismo

|

PANROTAS / Emerson Souza
A Justiça do Trabalho julgou como improcedentes os pedidos feitos pela Confederação Nacional do Turismo (CNTur), que pretendia ser a única entidade patronal representante do setor. A CNTur também teve negado o pedido que impedia a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), entidade filiada à CNC, de representar as empresas e os sindicatos empresariais que integram o Turismo.

O resultado das sentenças, que ainda cabem recursos, foi comemorado pelo presidente do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da CNC, Alexandre Sampaio, que também preside a FBHA.

“Com isso, podemos voltar a representar aqueles que estão filiados à CNC”, afirmou Sampaio (foto). “Com o respaldo da Justiça, a CNC e a FBHA poderão continuar atuando no fortalecimento das empresas, sindicatos patronais e associações que compõem o Turismo em todo o território nacional, representando com liberdade quem optar pela representação sindical destas entidades, que trabalham em prol do turismo há mais de 60 anos”, concluiu.

Com a cassação, a CNC confirmou apoio ao Festival do Turismo de Gramado (Festuris), em novembro.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA