32 entidades apoiam plano Retomada do Turismo do governo federal

|

Ministro Marcelo Álvaro Antônio lança Plano Retomada do Turismo
Ministro Marcelo Álvaro Antônio lança Plano Retomada do Turismo
Lançado nesta terça-feira, 10, pelo governo federal, o Plano Nacional de Retomada do Turismo, coordenado pelo Ministério do Turismo, já conta com apoio de 32 entidades do setor.

A iniciativa reúne um conjunto de programas, projetos e ações que buscam resultados efetivos até 31 de julho do próximo ano. As ações são organizadas em quatro eixos: preservação de empresas e empregos no setor de turismo; melhoria da estrutura e da qualificação de destinos; implantação dos protocolos de biossegurança; e promoção e incentivo às viagens.

As ações vão desde o reforço na concessão de linhas de crédito para capitalizar empresas do setor e preservar empregos, até realização de obras de melhoria da infraestrutura dos destinos turísticos. Também estão previstas ações de qualificação dos trabalhadores e prestadores de serviços tanto na oferta de cursos para a adoção aos protocolos sanitários que garantam segurança para turistas e trabalhadores do segmento, quanto para melhoria de atendimento, considerando as tendências do mercado.

Para promover a Retomada do Turismo, a campanha “Viaje com responsabilidade e redescubra o Brasil” começa a ser veiculada em todo o País e conta com uma série de vídeos voltada à promoção dos destinos turísticos brasileiros. Serão veiculados materiais específicos de cada estado do país, além do Distrito Federal.

Conheça o site do Plano Nacional Retomada do Turismo clicando aqui.

AirTkt
Roberto Nedelciu, da Braztoa, ministro Marcelo Álvaro Antônio, Gervásio Tanabe, da Abracorp, e Ralf Aasmann, da Air Tkt
Roberto Nedelciu, da Braztoa, ministro Marcelo Álvaro Antônio, Gervásio Tanabe, da Abracorp, e Ralf Aasmann, da Air Tkt
ENTIDADES

Cada uma das instituições que apoiam o plano possui uma atribuição voltada para o retorno das atividades turísticas no País, apoiando, por exemplo, a promoção das campanhas lançadas pelo governo federal. São elas:

1 – ABAV: Associação Brasileira de Agências de Viagens
2 – ABCMI: Associação Brasileira dos Clubes da Melhor Idade
3 – ABEAR: Associação Brasileira das Empresas Aéreas
4 – ABEOC: Associação Brasileira de Empresas de Eventos
5 – ABETA: Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura
6 – ABIH: Associação Brasileira da Indústria de Hotéis
7 – ABITUR: Associação Brasileira das Ilhas Turísticas
8 – ABRACORP: Associação Brasileira de Agências de Viagens Coorporativas
9 – ABRAPE: Associação Brasileira dos Promotores de Eventos
10 – ABRASTUR: Associação Brasileira de Turismo Social
11 – ADIBRA: Associação das Empresas de Parques de Diversões do Brasil
12 – ADIT BRASIL: Associação para o Desenvolvimento Imobiliário e Turístico do Brasil
13 – AIR TKT: Associação Brasileira dos Consolidadores de Passagens Aéreas e Serviços de Viagens
14 – BLTA: Brazilian Luxury Travel Association
15 – BRASIL CVB: Instituto Brasil de Convention & Visitors Bureau
16 – BRAZTOA: Associação Brasileira das Operadoras de Turismo
17 – CLIA BRASIL: Cruise Lines International Association
18 – CNM: Confederação Nacional de Municípios
19 – EMBRATUR: Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo
20 – FBHA: Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação
21 – FENAGTUR: Federação Nacional dos Guias de Turismo
22 – FOHB: Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil
23 – FORNATUR: Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo
24 – Fórum Nacional de Cursos Superiores de Turismo, Hospitalidade e Lazer
25 – HI BRASIL: Federação Brasileira de Albergues da Juventude
26 – MINFRA: Ministério da Infraestrutura
27 – RESORTS BRASIL: Associação Brasileira de Resorts
28 – SEBRAE: Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas
29 – SENAC: Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial
30 – SINDEPAT: Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas
31 – UBRAFE: União Brasileira de Feiras e Eventos de Negócios
32 – UNEDESTINOS: União Nacional de CVBx e Entidades de Destinos

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA