FBHA defende redução do ICMS sobre querosene de aviação no Rio

|

Emerson Souza
Alexandre Sampaio, presidente da FBHA
Alexandre Sampaio, presidente da FBHA
A Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) saiu em defesa da redução do ICMS sobre o querosene de aviação no Rio de Janeiro. Em nota divulgada hoje (12), o presidente da entidade, Alexandre Sampaio, avaliou como positiva a intenção do governador fluminense Wilson Witzel (PSC) de diminuir a cobrança.

Para defender a medida, Sampaio argumentou que ela pode estimular o investimento de empresas brasileiras e estrangeiras no setor, aumentando a quantidade de voos no Rio de Janeiro.

"A aviação doméstica é de suma importância para o desenvolvimento do turismo nacional. A redução, portanto, será muito favorável ao Estado do Rio de Janeiro, impulsionando a economia do setor, possibilitando o aumento do número de voos nos aeroportos e atraindo mais visitantes. É preciso atrair mais capital, novos investimentos e fazer com que o turismo nacional ganhe fôlego e competitividade", diz o presidente da FBHA.

O Rio já obteve do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) autorização para reduzir o ICMS de 12% para 7% sobre o querosene de aviação.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA